Olá, amigos! No Café com o Contador de Agosto de 2018, falaremos sobre a segunda fase da implantação do eSocial, a substituição da GFIP e a prorrogação do eSocial para produtores rurais.

Segunda fase do eSocial

A 2ª etapa do eSocial já iniciou. O programa agora passa a ser obrigatório para ser obrigatório para as demais empresas privadas do país.

Assim como está ocorrendo com as grandes empresas, as empresas com faturamento até R$ 78 milhões, incluindo microempresas e microempreendedores individuais (MEIs), passam a ser obrigadas a utilizar o eSocial neste momento.

Contudo, no dia 11/07, foi publicado no Diário Oficial uma Resolução de Nº 4 do Comitê Diretivo do eSocial, deixando a opção para que as microempresas, empresas de pequeno porte e MEIs façam esta implantação somente no mês de novembro de 2018.

Presente de grego

Se você me perguntar se é uma boa opção deixar a implantação para novembro, com certeza responderia que não. Isso porque você perderia os meses restantes de 2018, nos quais poderia acompanhar a implantação do restante das empresas.

Além disso, não se esqueça: existem cinco fases ao todo! Quanto mais demorar para começar, mais acumuladas estas fases ficarão, concorda? Sendo assim, sugiro que comece a implantação agora mesmo, de forma faseada, e não cumulativa.

Substituição da GFIP e Obrigatoriedade para o Produtor Rural

Em janeiro de 2019, será realizada a substituição da GFIP (Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social) para todas as empresas, incluindo as empresas do segundo grupo do faseamento.

Por fim, temos a novidade em relação ao produtor rural. A obrigatoriedade do eSocial para o produtor foi adiada para janeiro de 2019.

Acompanhe o Café com o Contador no Youtube! Acesse https://www.youtube.com/tecnospeedti!

Formado em Marketing. Redator do Grupo TecnoSpeed. Escreve artigos e conteúdos para a TecnoSpeed DF-e, PlugBank, PlugMobile, TecnoSpeed Certificados Digitais e WiFire.

Artigos relacionados