Comunicado: Validação do</br> GTIN na NFe e NFCe

No dia 1º de dezembro (2018), algumas Secretarias da Fazenda passaram a validar no ambiente de produção a informação do GTIN na NFe e NFCe. Essa validação diverge do cronograma divulgado na Nota Técnica 2017.001 v1.40. Onde no dia 1º de dezembro a informação do GTIN seria obrigatória no ambiente de homologação e em 06 de maio de 2019 em produção.

 

Calendário NT 2017.001 v1.40

Prazos para as alterações previstas na NT 2017.001 v1.40:

  • Homologação: 01/12/2018
  • Produção: 06/05/2019

 

Aplicação do GTIN na NFe e NFCe

É obrigação do fabricante do produto informar o GTIN na NF-e. A partir desta informação, os destinatários deste produto utilizarão o código de barras na embalagem para obter o GTIN e informar em suas respectivas notas fiscais.

O GTIN será informado no campo cEAN e sua informação tributária no cEANTrib, que já existe na NFe, atualmente utilizados para informação do EAN (código de barras).

 

Como resolver?

Caso o produto ainda não possua um GTIN estabelecido, o campo aceitará a frase “SEM GTIN”. Caso a informação preenchida seja esta, o webservice irá verificar o NCM do produto para verificar se, de fato, aquele produto não possui GTIN. O prefixo desse código, no Brasil, será sempre 789 e 790.

 

Estamos aqui pra te ajudar! Se você é cliente da TecnoSpeed e tiver dúvidas sobre essa ou outras atualizações em documentos fiscais eletrônicos, conte com a gente! Clique aqui e fale com nossa equipe de consultoria técnica e tributária!

Ainda não é nosso parceiro?! Fale com a gente ou veja nosso portfólio conheça a melhor solução e a melhor consultoria técnica!

 

Artigos relacionados