Fábrica de Software: você sabe o que é?

Você sabe o que é fábrica de software? Entenda como esse tipo de criação de sistemas é tão relevante atualmente e como otimizá-lo para o uso dos consumidores.


Atualmente, o crescimento exponencial do ramo tecnológico fez que inúmeras novas oportunidades surgissem no mercado.

Quando falamos sobre elas, não nos referimos propriamente sobre emprego, mas sobre os avanços da tecnologia — que serviram para otimizar processos, principalmente no que diz respeito à emissão de nota fiscal. A fábrica de software, por exemplo, é um caso a se discutir entre nós, desenvolvedores.

Portanto, neste artigo falaremos sobre o que é a fábrica de software, a discussão que há no mercado contra o sistema tradicional de programação, além dos principais pontos da mesma e as possíveis desvantagens que ela traz ao contratante. Em meio a isso, não deixaremos de mostrar como uma empresa que busca emissão de nota fiscal se comporta nesse sistema.

Por isso, desenvolvedor, para entender sobre o assunto, continue por aqui e acompanhe! Boa leitura.

Fábrica de software: você sabe o que é?

Em primeiro lugar, precisamos entender, definitivamente, o que é uma fábrica de software — ou software house, como também é conhecida no mercado mundial.

A função desse sistema é de criar um software, como o próprio nome sugere, a fim de atender às diversas demandas que existem com seus respectivos públicos.

Ao invés de haver a criação de um sistema único, que sirva para os diversos clientes que vão atrás do desenvolvimento de software, essa fábrica visa projetar modelos próprios, que se diferenciam no formato que são construídos e em outros pontos de funcionamento.

Ou seja, a software house cria um sistema para cada cliente através de uma personalização. Existem algumas observações sobre esse desenvolvimento, que podem ou não fazer que o consumidor desista dessa opção, mas que você, desenvolvedor, que busca pela melhoria desse serviço, irá procurar solucionar.

Fábrica de software versus sistema tradicional

As empresas que trabalham com a fábrica de software são um diferencial no ramo tecnológico, visto que esse sistema atende aos diversos públicos que aparecem atrás da criação de um software, mas concedendo a eles um projeto único.

Em contrapartida, o sistema tradicional também atende aos diversos públicos, mas não oferece nenhuma diferenciação, utilizando apenas um único software — com as adaptações necessárias para funcionamento — a todos os seus consumidores. Ou seja, não há a personalização tão desejada que o outro tipo de processo oferta durante a programação.

Por isso, a disputa entre a fábrica de software e o sistema tradicional realmente existe no mercado. Ambas as formas de desenvolvimento trazem vantagens e desvantagens, que precisam de análise a partir do contratante. Contudo, a implementação do sistema in house se apresenta mais benéfico.

Os principais pontos da fábrica de software

Para que entendamos melhor sobre a fábrica de software e os pontos principais sobre esse tipo de desenvolvimento, nós separamos aqueles que consideramos mais relevantes e que acreditamos ser o maior destaque principalmente para as empresas que estão atrás de desenvolver um sistema de emissão de notas fiscais.

Estes, por si só, são os quesitos com maior relevância para que o software house seja escolhido em relação ao desenvolvimento tradicional — que também desenha sistemas, mas que entrega sistemas iguais ao seus clientes.

Sistema personalizado

Sem dúvida alguma, o desenvolvedor precisa se atentar que escolha pela fábrica de software é baseada na personalização desse sistema. A busca pelo destaque no mercado e pelo desempenho diferenciado é uma forma de se destacar e de evidenciar a sua marca.

Projetos iguais, que não possuem personalizações, podem se transformar um ponto negativo para as empresas e, logo, tornar-se uma motivação para a busca de um software house. A criação de um sistema de emissão de nota fiscal, por exemplo, torna-se muito mais atrativa quando há a sua identidade estampada.

Grandes empresas como público-alvo

Além disso, um ponto muito interessante está quanto ao público-alvo da fábrica de software. Sim, dissemos grande parte do artigo que esse sistema atinge a inúmeros tipos de empresas que estão atrás desse desenvolvimento, contudo, aquelas consideradas de grande tamanho são as mais beneficiadas nesse projeto.

Isso se deve, novamente, à personalização que somente a software house apresenta aos sistemas que criam. Ao invés de utilizar o mesmo projeto que outros sites já possuem, este é único, trazendo não somente a destaque que tanto falamos, mas também identidade à marca.

Quais são as desvantagens desse sistema?

Mesmo que haja vantagens bastante atraentes na programação desses sistemas, existem também as desvantagens que precisamos colocar em discussão e que podem, infelizmente, transformar o seu serviço de criação de software house em um trabalho pouco procurado.

Por isso, para você, desenvolvedor, que trabalha com esse tipo de projeto e que está a fim de aprimorá-lo cada vez mais, atente-se a esses pontos que estão em destaque como desvantagens da fábrica de software.

1. Preço

A precificação realizada pelas empresas que oferecem o sistema de fábrica de software pode ser um ponto negativo. Mesmo que o projeto traga as vantagens que já destacamos, alguns consumidores estão atrás de custo/benefício e não concordam com o valor cobrado pelo projeto.

Por isso, para você que implementa esse modelo de sistema personalizado de emissão de nota fiscal, por exemplo, tome cuidado ao realizar a precificação. Ao fim, um possível cliente pode desistir acreditando que o valor do sistema tradicional seja mais vantajoso.

2. Prospecção de clientes

Como continuidade do ponto acima que trata sobre os preços, em relação ao valor pouco atrativo aos clientes que estão em busca de um software, automaticamente há pouca prospecção de clientes.

Ou seja, no instante que você oferece o sistema personalizado, que se distingue do tradicional, certamente alguém irá se interessar. Contudo, essa prospecção de clientes cai no instante que ele vê os altos valores.  

3. Tempo

Por fim, o tempo de implementação que uma fábrica de software leva também é um ponto negativo — mas que pode ser solucionado. O desenvolvimento de um projeto personalizado é mais longo que os demais sistemas, pois visa atender a cada cliente e as suas determinadas exigências.

Muitas empresas estão atrás de rapidez nesse processo. Contudo, para aqueles que ofertam o serviço de software house e precisam entregar com prazos mais curtos, a TecnoSpeed é uma grande aliada, oferecendo recursos que aceleram o projeto e que fazem você entregá-lo até mesmo em tempo recorde.

Conheça o Nota Segura

Conclusão

Por fim, concluímos que a fábrica de software tem seus pontos positivos e negativos — assim como qualquer modelo de negócios. Independente do que acreditemos sobre esse sistema, a TecnoSpeed não trabalha com o modelo em questão, mas oferece ferramentas versáteis a sua empresa, que desenvolve projetos a partir da software house e que precisa de rapidez na entrega.

Caso você esteja em busca de um otimizador de processos, principalmente ligados à emissão de documento fiscal, converse com a gente e conheça nossos projetos, inclusive a Nota Segura! Este serviço é mais que um acelerador de criação de softwares, mas uma forma de você fidelizar o seu cliente e fazer que ele retorne outros desenvolvimentos. 

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados