Tempo de Leitura: 4 minutos

Entenda como funciona o programa da prefeitura de São Paulo que sorteia prêmios milionários para os paulistanos, a Nota do Milhão.


Se você mora em São Paulo, provavelmente já ouviu falar na Nota do Milhão. Parece nome de programa de TV, né? E é mais ou menos isso mesmo. Se você tiver sorte, dá para levar uma bolada para a casa pelo simples fato de solicitar uma Nota Fiscal.

Vamos te explicar com detalhes como funciona a Nota do Milhão, além de esclarecer as dúvidas mais comuns sobre esse programa. Veja também algumas iniciativas similares em outras cidades brasileiras. Boa leitura!

NF-e

O que é Nota do Milhão?

A Nota do Milhão é um programa criado em 2017 pelo então prefeito da cidade de São Paulo, João Doria. O programa visa beneficiar quem exige Nota Fiscal de prestadores de serviço (NFS-e) através de um sorteio no valor de R$ 1 milhão que ocorre todo mês.

Anteriormente, existia o Programa da Nota Fiscal Paulistana, que dava créditos para desconto em pagamentos de tributos.

Quem pode participar?

A Nota do Milhão é um programa destinado para prestação de serviço, então ela não se aplica à comercialização de mercadorias, por exemplo. Nesse sentido, podem participar escolas, academias, clínicas de estética, oficinas, serviços de manutenção, agências de viagem e qualquer outro setor que se enquadre na prestação de serviços.

Para participar do programa, é preciso se inscrever no site da Nota do Milhão da prefeitura de São Paulo. O cadastro é rápido e você pode fazê-lo clicando aqui ou pelo app da Nota do Milhão, que está disponível para Android e iOS.

Nota do Milhão vs Nota Fiscal Paulista

Veja a diferença entra a nota do milhão e a nota fiscal paulistana.
Nota do milhão é voltado para notas fiscais emitidas durante a prestação de serviço. | Imagem: Pexels.

Existem algumas diferenças entre esses dois tipos de nota. Enquanto a Nota do Milhão é exclusiva para a prestação de serviços, a Nota Fiscal Paulista é emitida para produtos e mercadorias.

Outra diferença importante é que a Nota do Milhão funciona somente na cidade de São Paulo. Se você mora em Campinas, por exemplo, a Nota do Milhão não é válida. Já a Nota Fiscal Paulista é válida para todas as cidades do estado de São Paulo.

Há ainda a diferença sobre a arrecadação de cada uma dessas notas. A Nota do Milhão é uma iniciativa criada para aumentar a arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços), que é um imposto municipal. A Nota Fiscal Paulista visa arrecadar o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Como funciona o sorteio?

Para participar do sorteio é preciso estar inscrito no programa, conforme explicamos ali no tópico sobre quem pode participar dessa iniciativa. A cada NFS-e solicitada, independente do valor, o consumidor ganha um bilhete para participar do sorteio.

O sorteio acontece no dia 5 de cada mês com as notas emitidas até o dia 25 do mês anterior. De janeiro a novembro, os paulistanos concorrem a R$ 1 milhão. Em dezembro, o prêmio aumenta para R$ 2 milhões.

Validando a NFS-e

Quando uma empresa ou prestador de serviço faz uma venda, ele precisa registrar essa transação por meio de uma Nota Fiscal, mas só isso não é suficiente.

Essa Nota Fiscal também precisa ser validada. Quando isso acontece, ela passa a ter validade nacional e também legal. Mas como fazer isso? A validação é feita por assinatura digital do emissor da NFe e a partir da autorização da Sefaz. Temos um post super completo sobre isso aqui no blog, para conferir é só clicar aqui.

Não sou de SP, e agora?

Veja como funcionam os projetos nota do milhão em diferentes estados.
Entre as cidades brasileiras, São Paulo é a que oferece o mais prêmio dentro desse incentivo fiscal. | Imagem: Pexels.

A Nota do Milhão é um programa exclusivo para a cidade de São Paulo. Existem outras iniciativas similares espalhadas pelo país, mas nenhuma delas tem prêmios tão generosos assim. 

São Paulo é a maior cidade do país em números de habitantes – são quase 13 milhões de pessoas que vivem no município. Por esse motivo, a prefeitura consegue fazer programas que envolvem prêmios maiores.

Alguns municípios, principalmente capitais, têm programas de incentivo à Nota Fiscal com sorteios de valores mais baixos ou que oferecem outros benefícios, como a utilização de créditos para pagamento de impostos ou para doação a entidades filantrópicas.

Selecionamos alguns exemplos. Dá uma olhada:

Salvador (BA)

A Nota Fiscal Salvador também visa estimular as pessoas a pedirem Nota Fiscal de prestação de serviços. A prefeitura devolve 30% do ISS ao consumidor.

Rio de Janeiro (RJ)

O programa chamado Nota Carioca devolve 10% do ISS a pessoas físicas e elas podem utilizar esse crédito para abater do IPTU. Até alguns anos atrás aconteciam sorteios em dinheiro, mas esse benefício foi suspenso.

Curitiba (PR)

A Nota Curitibana opera com dois tipos de sorteio: de R$ 10, que podem ser acumulados para abater no IPTU, e os maiores, que vão de R$ 10 mil até R$ 50 mil por mês. Na época do Natal, o prêmio é de R$ 150 mil.

Soluções para Documentos Fiscais eletrônicos

A tendência é que, aos poucos, mais cidades criem programas para incentivar a população a solicitar a Nota Fiscal, já que isso aumenta a arrecadação de tributos por parte das prefeituras.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre os Documentos Fiscais Eletrônicos? Na nossa Newsletter, você pode conferir conteúdos exclusivos sobre o universo das Notas Fiscais e de outras questões fiscais. 

 

 


Summary
O que é Nota do Milhão?
Article Name
O que é Nota do Milhão?
Description
A Nota do Milhão é um programa criado em 2017 pelo então prefeito da cidade de São Paulo, João Doria. O programa visa beneficiar quem exige Nota Fiscal de prestadores de serviço (NFS-e) através de um sorteio no valor de R$ 1 milhão que ocorre todo mês. Anteriormente, existia o Programa da Nota Fiscal Paulistana, que dava créditos para desconto em pagamentos de tributos.
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo

Localização

Tecnospeed ©  2021. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.