Como consultar NF-e?

Você sabe como consultar NF-e? Existem diferentes formas de realizar esse procedimento, separamos as principais nesse artigo. Confira!


No dia 22 de junho de 2020, a Receita Federal, por meio do Portal Nacional da Nota Fiscal Eletrônica, emitiu um comunicado informando as novas regras para consultar a NF-e no sistema.

A principal alteração restringe o acesso “somente para os participantes da operação comercial descritos no documento eletrônico” por meio de certificado digital. A vigência começou no dia 7 de julho.

Neste artigo vamos explicar melhor sobre essa restrição, mostrar onde consultar a NF-e e também abordar a importância de investir em um módulo fiscal no seu software que forneça essa opção para seus clientes. 

NF-e

O que é NF-e?

A Nota Fiscal eletrônica (NF-e) é emitida em inúmeras operações comerciais que envolvem a circulação de mercadorias, como vendas de produtos para pessoa jurídica, mas também devoluções, transferências, etc. Esse documento é totalmente digital e substitui a Nota Fiscal do Produtor Rural, que anteriormente era impressa. 

A NF-e é documento fiscal eletrônico amplamente conhecido e muito utilizado no território brasileiro. Inclusive, Santa Catarina sinalizou a adesão ao formato e recentemente divulgou novas informações sobre a obrigatoriedade.

Como consultar uma NF-e?

Vamos explicar como e onde consultar a NF-e via Portal da Fazenda ou via Web Service, a partir do software do seu estado.

Via Portal

O portal da NF-e é um dos locais onde você pode consultar as informações. Porém, desde o dia 7 de julho de 2020 a consulta completa às NF-es foram limitadas.

Podem acessá-las os emitentes, destinatários, transportadores ou também terceiros, desde que informados na tag autXML do documento fiscal por meio de certificado digital. Portanto, para consultar a NF-e via Portal, é preciso ser mencionado na nota. 

Há exceção para os casos em que os destinatários são pessoas físicas ou jurídicas, sem inscrição estadual. 

Consultar NF-e via Portal

  • Acesse o site: www.nfe.fazenda.gov.br
  • Na página inicial, busque pelo tópico “Serviços mais acessados”; 
  • Clique em “Consultar NF-e”;
  • Informe a chave de acesso;
  • Clique na opção “Não sou um robô” e em “continuar”;
  • Os dados serão exibidos em seguida.

Via Webservice 

Existe outra forma de consultar as NF-es, que é pelo Web Service. O serviço, criado pela Secretaria da Fazenda (SEFAZ), possibilita que um dos atores, como emitente e transportador, por exemplo, que tenha sido mencionados na nota, acessem as informações resumidas do documento fiscal, ainda que ele não tenha sido o gerador do mesmo.

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas que possuam um certificado digital de PJ ou PF podem consultar a NF-e resumida. No caso de Pessoa Jurídica (a empresa será autenticada pelo CNPJ base) poderá realizar a consulta com qualquer CNPJ da empresa, mas, atenção: o CNPJ base consultado deve ser o mesmo do certificado digital.

Imagem: Projeto Nota Fiscal Eletrônica, nota Técnica 2014/002, versão 1.02b, maio 2017. 

A consulta é realizada por meio da plataforma da Unidade Federativa de interesse. Você pode encontrá-la acessando esta página da SEFAZ, que compila os links de todos os estados e algumas informações adicionais.

A consulta é de uma NF-e por vez, assim como no exemplo do Portal da Receita. Em alguns estados, o Web Service permite a consulta por contribuinte, compilando pelo emissor. As NF-es ficam disponíveis para consulta por até 180 dias, após serem recebidas pelo Ambiente Nacional da NF-e.

Por que é importante investir na consulta NF-e?

Essas duas formas de consultar a NF-e de forma gratuita são ótimas opções para negócios com operações menores ou empresas que ainda não possuem um departamento ou software de gestão fiscal. 

Para negócios que já estão bem estruturados, é fundamental investir em um software de módulo fiscal que permita a consulta das NF-es de forma rápida e prática.

Os benefícios são inúmeros, como executar operações com mais facilidade, otimizar processos internos, concentrar todas as informações em um só lugar, armazenar e sistematizar informações importantes, sobretudo para evitar problemas fiscais; consultar status das NF-es e demais documentos eletrônicos, corrigir problemas com mais agilidade, segurança na emissão e distribuição de notas para atores envolvidos, entre outros. 

O acesso às NF-es não deve ser moroso ou de difícil acesso, pois pode prejudicar significativamente o dia a dia de uma empresa ou a execução de tarefas dos atores envolvidos. 

Oferecer todas essas vantagens para o seu cliente não é algo tão complexo, se você optar por utilizar um módulo fiscal pronto e integrá-lo ao seu software. Oferecer soluções para problemas comuns em um mesmo produto faz toda a diferença na percepção de valor agregada ao que você vende. 

Qual é a melhor solução?

Ao contratar um módulo de gestão fiscal para integrar ao seu software, observe quais soluções são oferecidas. Busque uma solução completa, que traga benefícios reais para o seu cliente. 

A reputação da desenvolvedora do módulo também faz toda a diferença. Dados fiscais referentes a NF-e devem ser armazenados em nuvem por 5 anos, portanto, precisam estar em um espaço seguro. Esses documentos podem ser solicitados a qualquer momento pelo fisco e não ter acesso à eles pode resultar em problemas e punições.  

A melhor solução também é a que recebe atualizações frequentes, levando em considerações as novidades ou modificações na legislação vigente.

Acompanhar as alterações em relação aos documentos fiscais é algo fundamental para o seu cliente, mas pode tomar muito tempo e recursos do seu time de desenvolvedores. Mas isso não será um problema para quem contratar o módulo fiscal com quem entende do assunto e tem experiência nesse mercado. 

O Nota Segura é uma plataforma completa. Com esse módulo é possível criar rotinas de armazenamento automático, consultar os arquivos a qualquer momento, distribuir documentos fiscais eletrônicos para o seu software e fazer download. Além disso, há outros recursos: 

  • Fácil gerenciamento das notas inutilizadas;
  • Escrituração fiscal em menos de 1 minuto;
  • Armazenamento das notas por 5 anos; 
  • Formato white-label (personalização com a sua marca na interface e URL); 
  • URL própria para a tela de login dos seus clientes ao produto;
  • Envio, por e-mail, dos arquivos XMLs das notas armazenadas, tanto para o destinatário quanto para o contador; 
  • Compatibilidade com vários formatos de documentos fiscais;
  • Suporte técnico especializado. 

E ainda tem mais: todos os processos de implementação ficam por nossa conta! Aqui é fácil fazer a consulta completa da NF-e.

Formado em Marketing. Redator do Grupo TecnoSpeed. Escreve artigos e conteúdos para TecnoSpeed DF-e, Certificados Digitais e WiFire.

Artigos relacionados