Tempo de Leitura: 4 minutos

Descubra os indicadores de riscos e fraudes (KRIs), sua importância e os principais para você ficar de olho na sua empresa!

 

Toda ação ou novidade carrega consigo um certo nível de risco, não é mesmo? E dentro do contexto dos negócios não é diferente. Para acompanhar e evitar que essas possibilidades prejudiciais se concretizem é que existem os indicadores de riscos e fraudes, já ouviu falar?

Assim como o time comercial tem seus indicadores e métricas de vendas e o de logística os de controle de estoque, a gestão empresarial e financeira também conta com indicadores  próprios para manter o bom funcionamento dos seus processos, sendo os KRI um deles.

A seguir, te apresentamos o conceito e a importância dos indicadores de risco e fraudes, quais são os principais dados que compõem esse grupo e como utilizar a tecnologia como aliada para acompanhá-los e mantê-los o mais baixos possível. Vem ver!

O que são os indicadores de riscos e fraudes?

Os indicadores de risco, ou “Key Risk Indicators” em inglês ‒ termo que dá origem à sigla KRI ‒, são métricas e dados que permitem a visualização, acompanhamento e gestão de incertezas, ameaças ou prejuízos em potencial para um negócio.

Ou seja, esses riscos podem ser prejuízos financeiros, fraudes, gaps de informação, falhas de segurança, técnicas ou logísticas, irregularidades legais, tendências e mudanças no mercado ou contexto social (crises econômicas, pandemias mundiais), entre outras coisas.

Eles abrangem todos os departamentos, processos, colaboradores e stakeholders da organização e permitem que gestores, diretores e conselheiros acompanhem e tomem decisões estratégicas para a saúde da empresa.

Um exemplo bem claro é o processo de análise e onboarding que é feito pelas instituições financeiras com todos os seus novos e potenciais clientes. Ao abrir uma conta bancária, é preciso efetuar seu cadastro e aguardar uma verificação e validação dos seus dados, certo? 

Nesse processo, a instituição trabalha com indicadores de riscos e fraudes para garantir a segurança da operação e delinear o perfil de risco que cada cliente representa. Entram avaliações de risco de crédito, inadimplência, fraude, processos judiciais, protestos e outras.

Importância de acompanhar

Conheça a importância de acompanhar os KRIs
Conheça a importância de acompanhar os KRIs (Imagem: Freepik)

Performance), e enquanto os KPIs servem para acompanhar o processo das metas e para onde a empresa está indo com as suas ações, os KRIs entram em cena para ajudar a entender e prever as mudanças que podem impactar e prejudicar os resultados dos KPIs.

É claro que à primeira vista, quando pensamos em riscos e fraudes, a percepção com relação a essas situações é negativa, mas uma boa gestão de risco pode envolver não só uma abordagem preventiva e corretiva, mas também servir para se identificar e aproveitar oportunidades. 

Portanto, acompanhar os indicadores de risco é tão importante quanto verificar a produtividade dos seus times e processos. Ajuda a guiar as decisões, fortalecer pontos deficientes, conscientizar os colaboradores, otimizar o processo de resolução, controle e/ou escalonamento de ameaças, e a ter uma visão mais completa e eficiente sobre o negócio.

Além disso, as estatísticas brasileiras relacionadas à fraudes, golpes, crimes cibernéticos e vazamentos de dados não são nada positivas. Segundo o SPC Brasil e a CNDL, em 2021 foram mais de R$ 2 bilhões em prejuízos ligados a fraudes financeiras. E conforme a FEBRABAN, também foram registrados 165% mais casos de fraudes contra bancos. 

Principais indicadores de riscos

Já deu para entender que implementar e acompanhar KRIs é importantíssimo, né? Então, vamos partir para um papo mais prático? Como estamos falando de riscos e fraudes, listamos os principais indicadores nesse sentido para você ficar de olho por aí:

Segurança de dados cadastrais ou confidenciais 

A segurança de dados cadastrais pode ser essencial dentro de um processo de gestão de riscos e por isso deve estar estar contida entre os indicadores KRI. Infelizmente, fraudes por personificação ou roubo de identidade têm se tornado cada vez mais comuns e ter um bom controle sobre esses dados é crucial para que sua empresa não caia nesse tipo de golpe.

Portanto, acompanhe e confira os dados cadastrais de seus clientes, fornecedores ou parceiros antes de qualquer transação, e desconfie caso estejam inconsistentes, incorretos ou incompletos. Ter um processo de bloqueio e verificação nesse sentido é o ideal.

E o mesmo vale para o processo de alteração de dados do cadastro, pois essa é outra forma bastante utilizada por fraudadores para roubar informações ou dispositivos que possam gerar acesso a quantias financeiras ou bens dos usuários/empresas.

Validação dos métodos de pagamentos

A utilização de cartões roubados ou de dados financeiros de vítimas de golpes, hacks ou vazamentos também representam um grande risco dentro do universo das fraudes e precisa ser considerada.

Para garantir que suas vendas não tenham uma origem fraudulenta, é essencial contar com processos de validação dos métodos de pagamentos e unir esse indicador com os de dados cadastrais e comportamentos incomuns para proteger seu negócio e seus clientes.

Comportamentos e hábitos incomuns

Por fim, outro indicador de risco e fraude essencial é o comportamento dos seus clientes. Monitorar as contas cadastradas no seu site, aplicativo, sistema ou qualquer outro tipo de banco de dados, bem como as interações, solicitações e operações realizadas por cada usuário, é importante para identificar rapidamente um comportamento incomum.

É melhor prevenir uma ação inconsistente e fora do padrão de uso do que depois ter que remediá-la. Crie mecanismos para acompanhar o histórico de cada cliente, notar e bloquear medidas suspeitas, e validar a operação com segurança para você e o usuário.

 Bom, agora que você conhece os principais indicadores de risco, é hora de arregaçar as mangas e aplicá-los. Lembre-se de adotar os que fazem sentido para sua realidade; coletar e tratar os dados com o máximo de precisão possível, analisando cada caso e perfil; e se ater ao planejamento estratégico e à causa dos riscos para prevenir ou revertê-los.

Como utilizar tecnologias para diminuir esses indicadores de risco?

Como utilizar tecnologias para diminuir esses indicadores?
Como utilizar tecnologias para diminuir esses indicadores? (Imagem: Freepik)

 

A tecnologia abriu algumas portas para riscos e fraudes, não dá para negar. Mas ela também pode ser uma aliada incomparável no combate e gestão dessas situações, sabia? 

É possível adotar, por exemplo, autenticações por múltiplos fatores, tecnologias de biometria (leitura de impressão digital, reconhecimento facial) e soluções de background check para tratar os riscos relacionados aos indicadores que citamos acima.

Assim como contar com softwares e APIs para otimizar o processo de coleta, registro, análise e visualização desses dados, permitindo um controle mais ágil, eficiente, amplo e integrado dos indicadores de risco. 

Ficou interessado em saber mais? Descubra como o processo da gestão financeira pode ser mais seguro com uso de APIs. Ah, e comece agora mesmo a olhar com outros olhos para os KRIs dentro do seu negócio, pois não dá para negligenciar esses indicadores mais!

Summary
KRI: conheça os indicadores de riscos e fraudes e sua importância para os negócios
Article Name
KRI: conheça os indicadores de riscos e fraudes e sua importância para os negócios
Description
Indicadores de riscos e fraudes : Descubra a importância e os principais KRIs para você ficar de olho na sua empresa!
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
1 ComentárioFechar comentários

Deixe um comentário

Localização

Tecnospeed ©  2022. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.