Meios de Pagamentos: Guia das Software houses em 2021

Quer ter um panorama das tendências de Meios de Pagamentos para as Software Houses em 2021? Confira o Guia Completo da TecnoSpeed 


O ano de 2020 mudou radicalmente o percurso que os novos meios de pagamentos foram tomando. Enquanto algumas tendências consolidaram-se, outras acabaram tendo um impacto negativo pelo distanciamento social.

Confira aqui como isso impactou nas tendências de Meios de Pagamentos para 2021 e como isso afeta a sua Software House.

Retrospectiva 2020

As mudanças que ocorreram em 2020 impactaram fortemente os meios de pagamento.  Ninguém estava contando com a pandemia, que atrasou algumas tendências, mas acelerou outras que contam com meios de pagamento digital ou sem contato. Em 2020, os seguintes meios de pagamentos estavam com tendência a crescimento:

  • Pagamento via mobile
  • QR Code
  • Reconhecimento Facial
  • Pagamento por aproximação

As Fintechs tiveram o melhor desempenho da história em 2020. Algumas tecnologias consolidaram-se nesse ano, como o pagamento por aproximação. Esse meio de pagamento começou a ser usado no ano passado, com o limite de 50 reais. Teve o valor alterado para 100 reais e em 2021 será de 200 reais.

Hoje, mesmo lojas menores já são adeptas ao pagamento por aproximação, por exemplo, pois, a pandemia acelerou o uso de meios de pagamentos que não envolvam contato (contactless). 

Tendências para 2021

Há muitas tecnologias emergentes que podem impactar as Software Houses. O Banco Central tem lançado projetos como o Pix e o Open Banking que impactam o setor bancário e permite a inovação e a maior participação de Fintechs, incentivando a competitividade e a melhoria dos serviços.

Confira abaixo as tendências para 2021 em meios de pagamento.

Veja como os meios de pagamento vão impactar as software houses em 2021.

As tendências nos meios de pagamento no Brasil tem terá grande impacto nas fintechs em 2021.

Open Banking 

O projeto Open Banking do Banco Central ainda gera algumas dúvidas. Ele é um sistema de compartilhamento de dados entre as instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central, diminuindo a assimetria de informações entre as instituições.

Os grandes bancos possuem uma grande base de dados de clientes. Sem o open banking, essas informações estão restritas aos bancos, sobretudo as grandes instituições. Isso impede que outras instituições tenham o seu histórico e lhe deem uma oferta melhor do que a do banco em que você já está.

Isso porque, sem o seu histórico, você terá que começar um novo relacionamento com cada instituição até que ela forme seu histórico e lhe ofereça serviços mais adequados ao seu perfil.

Vantagens do open banking que podem impactar as Software Houses

Uma vez que, os grandes bancos são obrigados a participar do Open Banking, há uma tendência de padronização das APIs para o compartilhamento de informações, nivelando a competitividade do mercado. Isso pode funcionar como um acelerador de crescimento para os bancos digitais e para as Fintechs, que poderão oferecer novos modelos de negócios e outros serviços.

Além disso, o Open Banking é a concretização da LGPD, pois, o usuário final é quem vai determinar o que compartilhar, com quem compartilhar e por quanto tempo compartilhar.

O Open Banking possibilita também a criação de novas empresas e nichos, além de fazer com que os bancos ofereçam produtos e serviços vantajosos. Isso vai facilitar a transição entre bancos, aumentando a competitividade e incentivando a inovação.

Criptomoedas

Outra tendência para 2021 em meios de pagamentos são as criptomoedas. Houve um aumento substancial nas buscas por criptomoedas já existentes e o Brasil já estuda criar sua própria moeda digital.

O Banco Central criou um grupo de trabalho para discutir a criação de sua própria moeda digital. Ela não vai concorrer com o real, mas é uma nova forma de representação na moeda. A diretoria do Banco Central vai fazer uma análise para definir o andamento da moeda digital, se é viável a sua implementação e como fazê-la.

Essa ideia não é específica do Brasil. Hoje, estima-se que 80% dos Bancos Centrais estão discutindo a criação de moedas digitais, sendo uma tendência mundial. A emissão de moeda custa muito caro, então a emissão de moeda digital geraria grande economia para o País.

Falando nisso, você já ouviu falar sobre a bitcoin? Saiba tudo aqui no nosso blog.

Inteligência Artificial e Analytics

Também em alta para 2021, o uso de Inteligência Artificial está indiretamente ligado à área financeira. Isso porque a I.A é importante para a melhoria da experiência do usuário e para a economia de custos.

A I.A. vem inovando em todos os setores, inclusive o bancário. Em um momento de distanciamento social, o uso de plataformas on-line com atendimentos automáticos personalizados com o uso de I.As foi intensificado.

Os robôs vêm aprendendo com usuários, chegando até a sugerir investimentos. Os serviços vão ficar cada vez mais personalizados e o uso de Inteligência Artificial e Analytics é fundamental para melhorar o serviço dos bancos.

Pix

É um dos principais focos do Banco Central em 2021, o início de sua implementação se deu com sucesso em 2020. O Pix reduz a necessidade de dinheiro em espécie, tendo várias modalidades que serão implementadas como soluções.

O Pix Cobrança, concretizado em março de 2021, permite cobranças direto via QR Code e há até mesmo APIs de bancos para fazer essa cobrança.

Já o Pix dinâmico permite a personalização de acordo com a data de vencimento, definindo se haverá juros. É uma alternativa ao boleto e deve consolidar-se por causa das baixas taxas.

O Saque Pix, vai permitir pagar o comerciante e receber o valor em dinheiro, o que é impactante sobretudo para cidades pequenas.

Por fim. O Pix garantido será uma alternativa ao cartão de crédito, permitindo compras parceladas.

Há uma grande dúvida a respeito de quanto vai custar o Pix. Nem todos os bancos manifestaram-se e a maioria deles não está praticando tarifas para esse serviço no momento.

A taxa praticada pode ser um fator determinante da migração para o Pix ou a manutenção de boletos. Hoje, os principais bancos não estão cobrando nada, mas provavelmente haverá uma taxa futura.

Se for taxado por percentual, o Pix pode ficar menos interessante do que o boleto para determinados tipos de negócio. No caso de cartão de crédito, o Pix pode ficar mais interessante tanto pelos valores quanto porque o Pix é compensado na hora.

Muitos empresários ainda estão com dúvidas ou inseguros em relação ao Pix, sobretudo em relação a segurança e custos, mas já há quem esteja confiante e seguro com esse meio de pagamento. Os valores praticados pelos bancos serão os determinantes para a adesão ao Pix. 

Validando a API Pix da TecnoSpeed

A TecnoSpeed está sempre trabalhando para que a sua Software House esteja à frente no mercado. Por isso, está em fase de consolidação a API Pix. Seu modelo comercial está sendo definido e possibilitará que a sua Software House acompanhe a tendência do Pix.

Esse é um API Hub de interação, uma API única que encaminha as informações, sendo uma tradução para que a software house não tenha que fazer uma aplicação para cada player.

Esteja por dentro de todas as novidades em meios de pagamento com os produtos para Fintech da TecnoSpeed.

Conheça a API de Pagamento

Summary
O que é criptomoeda?
Article Name
O que é criptomoeda?
Description
Outra tendência para 2021 em meios de pagamentos são as criptomoedas. Houve um aumento substancial nas buscas por criptomoedas já existentes e o Brasil já estuda criar sua própria moeda digital. O Banco Central criou um grupo de trabalho para discutir a criação de sua própria moeda digital. Ela não vai concorrer com o real, mas é uma nova forma de representação na moeda. A diretoria do Banco Central vai fazer uma análise para definir o andamento da moeda digital, se é viável a sua implementação e como fazê-la. Essa ideia não é específica do Brasil. Hoje, estima-se que 80% dos Bancos Centrais estão discutindo a criação de moedas digitais, sendo uma tendência mundial. A emissão de moeda custa muito caro, então a emissão de moeda digital geraria grande economia para o País.
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados