Métricas para SaaS: conheça e entenda as principais

Grande parte do sucesso das SaaS se deve às suas métricas bem definidas e estruturadas. Conhecê-las e entendê-las é importante para ter insights e criar estratégias que vão alavancar um negócio. Saiba mais sobre as métricas para SaaS.


O modelo de SaaS (Software as a Service) é um modelo de negócios que vem crescendo exponencialmente  nos últimos anos. Todo esse sucesso se deu graças a processos e diretrizes bem definidos, sempre com métricas afiadas e condizentes com o modelo.

Se você é leigo no assunto mas precisa se integrar melhor sobre como essas métricas para SaaS funcionam, acompanhe a leitura para entender de forma didática como elas são importantes para os negócios de modelo SaaS e como calculá-las.

PlugDash: dashboard personalizável, inteligente e dinâmico.

O que é e como funciona a métrica para SaaS?

Como dissemos, as SaaS são um modelo de negócio que vêm fazendo muito sucesso nos últimos tempos graças a métricas muito bem estruturadas.

Esses indicadores são métricas e KPIs importantes para acompanhar metas, tarefas e performances, eles são o termômetro que mede o andamento de um negócio ou projeto em todas suas áreas.

Como os SaaS são produtos tecnológicos, suas métricas costumam ser bem desenvolvidas e claras, para que todos os membros dos times estejam por dentro do que está sendo medido e o que eles podem fazer para dar um up nessas métricas para SaaS. 

Quais são as principais métricas?

Veja quais são as principais métricas para SaaS importantes na sua Software House.

Para elaborar um sistema de métricas para SaaS eficiente, é importante entender os seus principais indicadores. | Imagem: Pexel.

Grande parte dessas métricas interferem diretamente na saúde financeira das empresas, então é preciso estar muito atento a elas. Conheça quais são as principais:

Lead Conversion Rate

Essa métrica é tão importante quando a taxa de geração de leads, que iremos falar no próximo tópico. A Lead Conversion Rate é a porcentagem de indivíduos que chegam até o seu serviço e se tornam leads.

E qual é a taxa ideal? Não existe um número exato, mas quanto maior ela for, melhor é para a empresa. É preciso analisar cada serviço e entender suas particularidades para definir qual a taxa ideal. Não é difícil calculá-la, veja só:

  • Valor de novos clientes em um período;
  • Valor de leads do mesmo período;
  • Divida o primeiro número pelo segundo;
  • Multiplique o resultado dessa conta por 100.

Esse número precisa ser atualizado sempre para acompanhar se está acontecendo evolução ou baixa nos resultados.

Lead Velocity Rate (LVR)

A sigla significa Taxa de Velocidade dos Leads, ou seja, é uma métrica que mede o progresso e a velocidade da geração de leads qualificados por meio de comparação para ver qual foi a diferença de resultados de um período para outro e se houve aumento ou diminuição na geração de leads.

É ótima para acompanhar as equipes de venda e gera insights sobre possíveis ações que estão dando certo, práticas que precisam ser eliminadas e ideias que merecem maior investimento.

O cálculo dessa métrica também não é difícil, veja como fazê-lo:

  • Identifique a diferenças entre os leads gerados no período em questão e no período anterior;
  • Divida esse resultado pelo número de leads do período em questão;
  • Multiplique o valor por 100.

CAC (Custo de Aquisição do Cliente)

CAC é a métrica utilizada para avaliar o quanto se investiu em Marketing e Vendas para conquistar um cliente. É claro que precisam ser feitos investimentos para a aquisição de clientes, mas esse valor deve ser balanceado para não haver prejuízos, preservando a saúde financeira da empresa. 

Diferente das duas métricas citadas acima, o CAC é medido em Reais (ou qualquer outra moeda, dependendo do país de atuação do negócio) pois é um custo, um investimento financeiro. 

Aqui é importante ter em mente quais foram exatamente os custos destinados somente à aquisição de novos clientes, dispensando os gastos com manutenção e pós-venda.

O cálculo também é muito simples, você deve apenas dividir o valor investido em Marketing e Vendas pelo número de novos clientes. Por exemplo, se você depositou R$ 3 mil no Marketing + R$ 3 mil em Vendas e conseguiu 30 novos clientes, seu CAC será de R$ 200. É recomendado que esse cálculo seja feito mês a mês e também que esse número seja cada vez mais baixo.

MRR (Receita Mensal Recorrente)

Ela indica o valor mensal que é recebido por uma empresa referente aos pagamentos de suas assinaturas de uso. Como é uma métrica baseada em assinaturas, é um dos indicativos-chave para os modelos de SaaS.

O cálculo do MRR não tem mistérios, basta multiplicar o número de clientes pelo valor que eles pagam mensalmente.

ARPA (Receita Mensal Média por Cliente)

É o valor médio gerado por conta. Essa métrica ajuda a identificar qual produto/serviço gera receitas maiores ou menores e, a partir disso, ter insights sobre as características de cada serviço.

Para calcular essa taxa, basta identificar o valor da receita total dividida pelo número de clientes. Por exemplo, se a receita total da SaaS é R$ 50 mil e ela tem 50 clientes, a ARPA é R$ 1000. 

Vale lembrar que, assim como a maioria das métricas para SaaS, ela não deve ser analisada isoladamente.

ARR (Faturamento Recorrente Anual)

Essa métrica é semelhante à MRR, mas é uma métrica anual, que exige mais atenção e dados de maior densidade. Ela também é uma boa métrica para negócios que oferecem planos anuais.

Para o cálculo do ARR, basta multiplicar o valor médio do MRR por 12. O ARR só pode ser calculado depois de 1 ano de empresa ou de um projeto, dando uma visão macro, e o MRR deve ser calculado mensalmente.

Ticket Médio

Muito importante para a equipe de vendas, o ticket médio nada mais é do que o valor médio de vendas de um determinado período. Esse número pode gerar insights valiosos sobre modelos de negócios, novos serviços ou features e também para implementar mudanças na equipe, caso necessário.

Para calcular o ticket médio basta dividir o valor do faturamento do período analisado pelo número de vendas/assinaturas do mesmo período. Para ter um valor satisfatório, o resultado dessa conta precisa ser o mais próximo possível do valor do plano mais completo e, consequentemente, mais caro.

LTV (Valor do Tempo de Vida do Cliente)

Essa é uma métrica que avalia a rentabilidade que um cliente representa com relação ao tempo em que ele desfrutou dos seus serviços. Em outras palavras, é o valor que seu cliente depositou em um negócio ao longo de seu relacionamento com a empresa.

O cálculo do LTV é um pouco mais complexo que das outras métricas para SaaS e também existem outras maneiras de calcular o LTV, mas você pode ler melhor sobre isso clicando aqui.

Churn Rate (Índice de Cancelamento)

A Churn é a métrica utilizada para saber quanto uma empresa perdeu em clientes e, consequentemente, em receita. A métrica é amplamente utilizada por SaaS e deve ser analisada com muito cuidado. Como é relativamente simples cancelar esse tipo de serviço, a taxa de churn tende a ser mais elevada do que nos negócios tradicionais. 

O cálculo dessa métrica também é bem simples: defina um período, divida o número de assinantes/clientes perdidos até o fim desse período pelo total de clientes que tinha no início do mesmo período.

Net Promoter Score (NPS)

“De 0 a 10, o quanto você indicaria o nosso serviço aos amigos?”. Pois é, é disso que se trata a NPS. É uma métrica antiga, mas que funciona muito bem, pois avalia de forma simples e direta a satisfação dos seus clientes. No caso dos SaaS, a pergunta pode ser automatizada e dificilmente as pessoas não respondem. Elas gostam de sentir que a opinião delas importa.

Mais uma vez, o cálculo é simples. Divida as opiniões em 2 grupos: clientes promotores, que votaram 9 ou 10, e clientes detratores, que votaram de 0 a 6. A porcentagem de clientes satisfeitos menos a porcentagem de clientes insatisfeitos é a NPS. Uma NPS considerado boa deve ser superior a 50.

Como reunir todos esses indicadores? 

O PlugDash TV é uma solução criada por nós da TecnoSpeed e ela possibilita que seu cliente monitore essas e outras métricas através de relatórios e gráficos completos e sem precisar ficar analisando esses indicadores manualmente. Com o recurso de visualização web, os gráficos podem ser visualizados em televisões e outros dispositivos, o que é muito útil caso uma equipe inteira precise ter acesso a esses dados a todo momento. O Daniel explica melhor como essa solução funciona, dá uma olhada:

 

 

Conheça o PlugDash TV

As métricas para SaaS são indicativos importantíssimos para o sucesso de uma empresa e elas não só podem como devem ser analisadas constantemente. Os insights gerados por elas podem ser responsáveis por criar novas soluções rentáveis que vão redefinir o seu negócio. Quer saber mais dicas de como reter seus clientes e alavancar o sucesso da sua software house? Então aprenda mais sobre a metodologia de customer success.

Summary
O que é e como funciona a métrica SaaS?
Article Name
O que é e como funciona a métrica SaaS?
Description
Como dissemos, as SaaS são um modelo de negócio que vêm fazendo muito sucesso nos últimos tempos graças a métricas muito bem estruturadas. Esses indicadores são métricas e KPIs importantes para acompanhar metas, tarefas e performances, eles são o termômetro que mede o andamento de um negócio ou projeto em todas suas áreas. Como os SaaS são produtos tecnológicos, suas métricas costumam ser bem desenvolvidas e claras, para que todos os membros dos times estejam por dentro do que está sendo medido e o que eles podem fazer para dar um up nessas métricas. 
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
Formada em Publicidade e Propaganda. Cria conteúdos para o PlugMobile, a solução mobile da TecnoSpeed.

Artigos relacionados