Módulo de NF-e com PHP: como construir?

Neste post explicamos as dificuldades de desenvolver um módulo de NF-e com PHP. Confira, agora mesmo, o conteúdo.


Seus clientes estariam prontos para uma visita do Fisco? Você e sua software house podem ajudá-los a serem mais efetivos em assuntos tributários.  

Basta oferecer um módulo de emissão de Notas Fiscais eletrônicas (NF-e) dentro do seu ERP desenvolvido em PHP. É uma maneira de garantir o cumprimento dessa documentação fiscal obrigatória, além de atender os consumidores finais da melhor maneira possível. 

Porém, como tudo que se refere a área tributária no Brasil, o desenvolvimento é complicado e envolve pormenores que, se não são bem cuidados, podem gerar muitas dores de cabeça. 

Quer saber como é construir um módulo de NF-e com PHP e as suas dificuldades? Então não deixe de ler este post! 

Cuidados no desenvolvimento de um módulo NF-e com PHP

Colocar em prática um projeto que tenha como objetivo criar um módulo NF-e com PHP em seu ERP demanda muitas atenções, revelando-se um desafio digno de gigantes. 

A primeira (e maior) dificuldade é quanto à compreensão das legislações vigentes. O perfil de um desenvolvedor típico não inclui conhecimentos em leis e regras fiscais.

O ‘melhor amigo’ do time de desenvolvimento é a consulta do Manual do Contribuinte, um documento disponibilizado pela Receita Federal que explica todos os parâmetros necessários para colocar o projeto em prática. 

Se você respirou fundo pensando que com ele será ‘meio caminho andado’, se enganou. O material tem mais de 200 páginas e mistura as linguagens técnicas de desenvolvimento e fiscal, confundindo quem não tem tanta experiência.    

E em um ambiente como o seu, que é preciso fazer mais com menos, fica difícil encaixar no seu squad um – ou mais – especialistas tributário e jurídico. 

Outro ponto importante é a necessidade da manipulação de documentos fiscais e integrações com os ambientes dos órgãos reguladores. É preciso ter atenção para não errar e produtividade tanto na manipulação de arquivos como na realização das alterações necessárias.

Se o seu time tentar recorrer a fóruns de discussão ou sites como GitHub, GUJ ou iMasters até poderá encontrar algumas soluções. Mas umas são bem antigas e outras claramente não garantem sua funcionalidade. O trabalho poderá ter sido à toa caso se use um modelo desatualizado ou quebrado.

Desenvolvimento de NF-e com PHP na prática

Para criar um módulo de NF-e com PHP são necessárias algumas etapas. Falaremos de cada uma delas a seguir. 

Mas, antes de começar a abordar o código, é preciso ter um certificado digital A1. Instalado no computador, é um arquivo .pfx usado sem precisar de um token.

Sobre o código, para o framework é necessário validar se as extensões abaixo do PHP funcionam:

  • PHP 5.6 ou PHP 7.x (recomendável PHP 7.x)
  • ext-curl
  • ext-dom
  • ext-json
  • ext-gd
  • ext-mbstring
  • ext-mcrypt
  • ext-openssl
  • ext-soap
  • ext-xml
  • ext-zip

Passo 1: A partir do momento que elas estiverem instaladas, é preciso criar uma pasta para o projeto. 

Passo 2: Com o framework ativo é hora de montar o XML criando um arquivo index.php dentro do projeto. São diversos os campos a serem preenchidos para emitir uma NF-e. Aqui surge uma grande dificuldade para quem não tem domínio de contabilidade, sendo necessária a ajuda de um especialista.

Passo 3: Assine o XML. Mas antes disso é preciso desenvolver uma variável em JSON usando os dados que o framework usará nas próximas etapas. É a hora de usar o certificado digital A1.   

Passo 4: Para o envio do lote serão necessários a configuração Json, o certificado digital e o XML assinado. Esta metodologia tem um array com os XMLs que aceita o envio de mais de um XML por vez, mas cuidado com os parâmetros de cada um deles para não errar na transmissão à Receita. 

Passo 5: A consulta do recibo é a próxima fase. Superimportante para verificar se a nota foi autorizada ou rejeitada.

Passo 6: A partir do momento que tudo deu certo é preciso salvar o protocolo dentro do XML. Este XML também precisa ser salvo e guardado por pelo menos 5 anos. Se esse detalhe for esquecido e o seu cliente sofrer uma fiscalização a multa é certa.

Ajuda extra: Para auxiliar a ter certeza que todo o esforço deu certo a TecnoSpeed desenvolveu um  validador de NF-e. Esta ferramenta é capaz de autenticar o XML da NF-e, basta colá-la no quadro disponibilizado na página.  

O interessante é que ela mostra exemplos (bons e ruins) de notas para validação também em TX2 e REC. Outra ajuda preciosa é uma base de conhecimento que acaba agindo como uma consultoria.

Bom, deu para perceber que o caminho na construção de um projeto de NF-e com PHP é longo e pesado. E você pode se sentir em frente a uma encruzilhada: é necessário disponibilizar, o quanto antes, um módulo do tipo no seu ERP. Mas o tempo e os recursos financeiros estão curtos para colocar a empreitada em prática.

O que fazer então?

TecnoSpeed é solução na emissão de NF-e com PHP

Não é preciso perder o sono pensando em como resolver o problema de falta de mão de obra para compor a squad de desenvolvimento de um módulo de NF-e com PHP. 

A TecnoSpeed, a Casa do Desenvolvedor, é capaz de ajudar. 

Você precisa conhecer uma solução de NF-e que vai atender a todas as suas expectativas. Sua software house será capaz de economizar até 70% de tempo de implementação de um módulo.  

A solução está pronta e preparada para se integrar ao seu software, seja via API ou componente. Sua missão é realizar com perfeição todas as etapas de emissão da Nota Fiscal Eletrônica, desde a geração do XML até a impressão do DANFe.

A partir da conexão a plataforma da TecnoSpeed cuida de tudo, sendo sempre atualizada conforme a legislação vigente. Acabaram-se as preocupações com descobrir quando uma lei foi mudada e a necessidade de updates na sua ferramenta própria!

Gostou das possibilidades que uma solução terceirizada de NF-e para PHP pode facilitar na sua software house? Então não deixe de conhecê-la!

Formado em Marketing. Redator do Grupo TecnoSpeed. Escreve artigos e conteúdos para TecnoSpeed DF-e, Certificados Digitais e WiFire.

Artigos relacionados