O que é política de crédito e como criar uma para sua empresa

Uma API de consulta de crédito pode ajudar muito na hora de definir a política de crédito dos seus cliente comerciários. Entenda tudo sobre o assunto aqui!


Empresas de todos os tamanhos precisam adotar uma política de crédito para lidarem melhor com possíveis inadimplências e com clientes com reputação ruim para crédito. Entenda em detalhes o que é a política de crédito, qual a importância dela e quais são os tipos mais praticados no mercado. Boa leitura!

O que é política de crédito?

De forma resumida, política de crédito são as normas que uma instituição determina para conceder ou negar crédito aos seus clientes. De acordo com a Serasa Experian, uma das maiores referências quando o assunto é análise de crédito, “a política de crédito é um conjunto de normas e critérios determinados pela empresa para aprovar ou negar a concessão do crédito a seus clientes.”

Como a realidade de cada empresa é diferente uma da outra, cabe aos gestores das instituições definirem essas diretrizes, levando em consideração o tamanho do negócio e vários outros fatores que devem ser analisados individualmente.

A importância da política de crédito

Se livrar de uma vez por todas dos clientes que não pagam as contas em dia é uma utopia, precisamos ser realistas. Sua política de crédito pode ser super bem estruturada, mas outros fatores que fogem do seu controle interferem diretamente na segurança financeira do seu negócio.

A política de crédito é imprescindível para a saúde financeira de qualquer empresa. Ela pode diminuir os níveis de inadimplência, melhorar as tomadas de decisão e aumentar a seriedade e credibilidade da empresa no mercado.

Se a sua empresa ou software house ainda conduz os assuntos financeiros de forma amadora ou pouco profissional, está na hora de levar esse quesito mais a sério e adotar uma política de crédito séria e bem definida.

Quais são os tipos de políticas de crédito?

Mulher falando ao telefone celular, ela está sentada e em frente a um computador.

A política de crédito é fundamental para manter o controle financeiro e previsível da empresa. | Imagem: Pexels – Karolina Grabowska

Existem algumas políticas de crédito pré-definidas para quem não sabe muito bem por onde começar. Vamos explicar um pouco mais sobre cada uma delas:

Crédito liberal e cobranças rigorosas 

Nesse tipo de empresa, qualquer pessoa pode se tornar cliente, já que o controle de crédito é flexível ou, como chamam no mundo das finanças e da contabilidade, liberal. Por outro lado, esse tipo de política exige cobranças mais incisivas e aqui a flexibilidade se torna menor

Com um crédito liberal, as chances de lucro também aumentam, já que com mais clientes, também existe a possibilidade de mais pessoas pagarem pelo seu serviço/produto. Pode acontecer até mesmo de um cliente com baixa reputação pagar pelo que você oferece. Um ponto desfavorável aqui é a necessidade de aumentar o pessoal de cobrança.

Crédito rigoroso e cobranças liberais 

Essa situação é o contrário da anterior. A análise de crédito tende a ser mais rígida e todos os processos até a concessão ou reprovação de crédito são feitos com mais cuidado. Diferente do exemplo acima, aqui somente clientes com boa reputação recebem crédito. Se o histórico é bom, não há necessidade de ter diretrizes de cobrança tão rigorosas.

Dependendo do negócio, essa pode ser uma desvantagem competitiva, já que muitas empresas preferem ter políticas de crédito mais brandas para aumentar as chances de lucro. Por isso, é preciso conhecer seu público-alvo e analisar quais são suas práticas de consumo.

Crédito rigoroso e cobranças rigorosas

Com os dois lados da moeda extremamente rígidos, o risco de inadimplência é baixíssimo, mas os volumes de venda e lucros dificilmente vão decolar. Empresas com reputação impecável e com alta oferta de vantagens costumam usar essa política, como é o caso do mercado de imóveis e automóveis de luxo.

Nesses casos, as empresas realmente escolhem a dedo para quem vão vender e, caso esse cliente não pague, a cobrança é bastante ostensiva.

Crédito liberal e cobranças liberais

Bastante comum no varejo de itens mais acessíveis, essa política funciona muito bem para negócios que precisam aumentar seu volume de venda. Mas é preciso estar atento aos meios de pagamento, porque isso pode demonstrar perda ou desaceleração de lucros.

Esses tipos de políticas de crédito são os mais utilizados, mas a partir dessas conceituações você pode ter insights para criar novos formatos que se adaptam melhor ao seu negócio. 

Como elaborar uma política de crédito

Algumas questões precisam estar bem estabelecidas ao elaborar uma política de crédito. Sua empresa tem um capital de giro suficiente para assumir os riscos? Seu time está preparado para fazer cobranças efetivas? Sua empresa estará aberta para negociações com clientes inadimplentes? Além disso, outros pontos precisam ser analisados:

Atualização dos dados dos clientes

Não é porque um cliente tem o nome limpo hoje que ele terá para sempre. Defina um período para atualizar os dados desses clientes e também trace um plano que permita uma rápida tomada de decisão caso esse cliente procure sua empresa.

Análise minuciosa da documentação 

Aqui vai depender do tipo de crédito que está sendo aplicada. Se ela for liberal, um documento com foto e o comprovante de residência já serão suficientes. Quanto mais rígida for a política, mais documentos serão necessários, como comprovante de renda, declaração de imposto de renda e, em alguns casos, até cartas de recomendação.

Automatize a consulta de crédito

Fazer a análise de crédito pode ser uma tarefa difícil e que exige muita atenção. Por conta disso, ela é suscetível à falha humana, o que pode acabar prejudicando o seu negócio ou o negócio do seu cliente, ainda mais se ele adota uma política de crédito mais rigorosa. Pensando nisso, nós da TecnoSpeed desenvolvemos uma API de crédito que se integra com o seu software de forma rápida e segura.

É a facilidade que faltava para o seu cliente ter tudo que precisa dentro de um só software. Cliente satisfeito é cliente que fala bem dos seus serviços para outras pessoas. Tudo que você precisa, não é mesmo?

Por que adotar política de crédito?

Como você percebeu, as empresas devem adotar uma política de crédito a fim de diminuir os índices de inadimplência e, consequentemente, aumentarem sua receita. Infelizmente não se pode contar com a boa fé de todas as pessoas, então, por isso, é importante ter uma política de crédito bem estruturada, assim um negócio pode saber para quem vender e/ou como pode cobrar e, se for o caso, tomar medidas judiciais.

API de Consulta de Crédito

Nesse artigo você aprendeu o que é política de crédito, quais são os tipos mais praticados, como adotar um modelo estável e funcional na sua empresa e ainda viu como pode ajudar seus clientes integrando uma solução prática em seu software.

Com as mudanças nos métodos de pagamentos, a tendência é que a inadimplência diminua ao longo do tempo, para entender mais sobre o assunto, leia também sobre o pagamento instantâneo.

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados