Tempo de Leitura: 5 minutos

Conheça tudo sobre a nova função do pix: o Pix Cobrança e saiba como funciona.


O surgimento do Pix nos últimos anos, sem dúvidas, trouxe muitas mudanças e facilidades para pessoas físicas e negócios dos mais diversos segmentos, como o Pix Cobrança. Não à toa se tornou, em pouquíssimo tempo, um dos meios de pagamento mais populares entre os brasileiros.

Por outro lado, por se tratar de uma novidade e ter funcionalidades específicas, o Pix ainda tinha e tem limitações. Uma das demandas que ele não dominava, por exemplo, era a de pagamentos recorrentes e com data de vencimento estipulada (como ocorre com boletos).

Mas isso já vinha mudando com o QR Code dinâmico e agora vai ficar ainda mais fácil com o lançamento do Pix Cobrança. Venha conhecer essa nova funcionalidade do Pix, entender como ela funciona e suas vantagens, e tirar todas as suas dúvidas para começar a utilizá-la!

PlugBank

A revolução Pix

Como você já deve saber, o Pix é o pagamento instantâneo do Brasil. Ele foi criado pelo Banco Central (BC) para trazer mais praticidade, agilidade, economia, modernidade e segurança para os brasileiros em suas transações bancárias e financeiras.

Não há dúvidas de que esses objetivos foram alcançados e geraram uma verdadeira revolução no segmento de meios de pagamentos. Com apenas 1 ano de existência, o Pix já conta com mais de 112 milhões de usuários e movimentou quase R$4 trilhões.

E além de mudar completamente o conceito sobre transferências bancárias, estão sempre surgindo atualizações do Pix para facilitar outros processos do mundo das finanças, uma das mais recentes sendo o Pix Cobrança.

O que é Pix Cobrança?

O que é Pix Cobrança e como funciona?
Entenda exatamente o que é Pix Cobrança e como esse recurso funciona | Imagem: Unsplash

 

O Pix Cobrança é um recurso voltado para a emissão de cobranças que combina o tradicional pagamento datado dos boletos com os QR Codes e a agilidade do Pix para servir como um instrumento super moderno e funcional para os usuários que precisam receber ou pagar compras.

Essa funcionalidade foi anunciada pelo Banco Central em 29 de outubro de 2020, mas somente em maio de 2021 ela foi oficialmente lançada e disponibilizada ao público, tornando- se uma alternativa completa e segura ao boleto bancário.

Como funciona essa função?

O Pix Cobrança funciona, principalmente, através de QR Codes Dinâmicos, porém ele permite configurar também outras informações além do valor da transação, como data de vencimento, juros, multas, descontos e dados sobre o produto ou serviço.

A cada emissão, códigos exclusivos são gerados e o procedimento é simples: basta o emissor/vendedor inserir as informações necessárias no aplicativo de sua instituição financeira participante do Pix. 

Para quem compra/paga, é só fazer a leitura do QR Code estático, dinâmico, Pix Copia e Cola ou outra forma de iniciação associada ao Pix Cobrança.

Quem vai poder usar o Pix Cobrança?

Quem vai poder usar o Pix Cobrança?
Veja quem é o publico que pode usufruir do Pix Cobrança | Imagem: Pexels

Segundo o Banco Central, o Pix Cobrança vem para atender lojistas, fornecedores, prestadores de serviços e demais negócios e empreendedores, podendo ser utilizado tanto por pontos de venda físicos quanto e-commerces.

Porém, é importante dizer que a implementação do Pix Cobrança é facultativa às instituições financeiras, segundo o Art. 11-C. da Resolução BCB n° 30, e só terão acesso a essa funcionalidade aqueles que estiverem vinculados a organizações bancárias e financeiras que a adotarem.

Existem taxas de cobrança?

Conforme informações do Banco Central, o Pix Cobrança terá uma taxa para as instituições financeiras de apenas R$0,01 a cada dez transações realizadas. O que representa uma redução de custos, se comparado ao valor praticado para geração de boletos físicos. 

Assim como nas demais funções do Pix, para pessoa física, MEI ou empresário individual que utilizam essa ferramenta para fins pessoais, o serviço é gratuito. Mas, no caso de uso para fins comerciais, é possível ter taxas.

Para pessoas jurídicas, o estabelecimento ou não de taxas, bem como o seu valor e modelo de precificação (custo fixo ou percentual) fica a critério de cada instituição financeira. A regra geral, porém, é de que é sempre o recebedor que é tarifado e não o pagador.

Diferença entre QR Code dinâmico x estático

O QR Code estático possui um valor fixado (daí o nome) e permite que várias transações (recebimentos) sejam feitas com esse único QR code. Ou seja, ele é útil para produtos ou serviços que têm sempre o mesmo valor.

Já o QR code dinâmico funciona como um código de barras: a cada transação um código exclusivo é gerado e ele só pode ser usado uma única vez para a realização do pagamento. Isso torna-o mais indicado para compras online e cobranças mais formais.

Já entre essas duas funções já previstas no Pix e o Pix Cobrança, a diferença é exatamente a possibilidade de incluir mais informações além do valor da cobrança em si, como já falamos anteriormente.

Vantagens da função Pix Cobrança

Vantagens da função Pix Cobrança
Muitas são as vantagens de utilizar o Pix Cobrança. Veja quais são as principais delas | Imagem: Banco Central do Brasil

Só de entender mais sobre o que é e como funciona o Pix Cobrança já deu pra ter alguns spoilers sobre as suas vantagens. Confira as suas principais agora:

1. Segurança

O Pix Cobrança sem dúvidas traz mais segurança para os pagamentos, pois possui a forma de um documento eletrônico. Ou seja, é autenticado com o que há de mais avançado em tecnologia fintech e com o respaldo de todos os meios de pagamento e funcionalidades do próprio Pix que o antecederam.

2. Economia

A economia de tempo e recursos também é incomparável! Assim como os demais serviços Pix, os custos do Pix Cobrança são menores comparados aos meios de pagamento tradicionais. Além disso, sua agilidade e segurança elevam significativamente o seu custo-benefício.

3. Liquidação imediata

Por fim, a super vantagem de ter os recursos liquidados e disponibilizados de forma instantânea não poderia ficar de fora. Essa agilidade é boa para quem recebe, pois é dinheiro na conta direto e na hora, e facilidade na gestão do fluxo de caixa; e também para quem paga, pois é a certeza do pagamento na data correta e a redução do tempo de espera em caixas ou na entrega de produtos.

Pix Cobrança, boletos bancários e cobrança internacional

Pois é, o Pix Cobrança tem várias vantagens e pode, sim, deixar os boletos bancários para trás – ainda que isso possa levar ainda um bom tempo. Isso porque, oferece uma compensação de até 10 segundos contra os 3 dias úteis do boleto, garantir uma cobrança mais personalizada e, claro, digital.

Mas, claro, essa ferramenta ainda tem limitações, como é o caso das cobranças internacionais. Até o momento, não é possível fazer transações internacionais através do Pix Cobrança. No entanto, isso é uma implementação que deve vir nos próximos anos (entre 2022 e 2023), segundo o BC.

De qualquer forma, o que não dá pra negar é a relevância deste meio de pagamento e a urgência de levar eles para dentro dos seus softwares. Ainda não sabe como fazer isso por aí? Bom, estamos aqui para te ajudar! 

A nossa API Pix leva o Pix Cobrança e as outras funcionalidades desse meio de pagamento para os seus clientes com muita excelência e facilidade. Saiba mais sobre ela no link abaixo:

Conheça a API Pix TecnoSpeed

E se quiser ficar por dentro de tudo o que acontece e surge no universo dos meios de pagamentos, não deixe também de visitar a nossa categoria de conteúdos fintech!

Summary
O que é Pix Cobrança?
Article Name
O que é Pix Cobrança?
Description
O Pix Cobrança é um recurso voltado para a emissão de cobranças que combina o tradicional pagamento datado dos boletos com os QR Codes e a agilidade do Pix para servir como um instrumento super moderno e funcional para os usuários que precisam receber ou pagar compras. Conheça todas as suas vantagens!
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
0 ComentáriosFechar comentários

Deixe um comentário

Localização

Tecnospeed ©  2022. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.