Tempo de Leitura: 4 minutos

Entenda a importância para a equipe de programadores entenderem sobre regras de negócio das empresas e da própria software house. Leia o artigo completo!


Se você tem uma software house e é comprometido com os resultados da sua empresa, já deve ter pensado sobre a importância de se ter uma equipe que consiga entender as regras de negócio aplicadas a empresas de software.

Mas, afinal, isso é mesmo importante? Com o intuito de responder a essa pergunta, falamos sobre o domínio da aplicação e justificamos sua relevância para os programadores que atuam em empresas de desenvolvimento de software. Confira!

Entendendo a importância das regras de negócio aplicadas a software: por que as regras de negócio são fundamentais para as empresas?

As regras de negócio são fundamentais para empresas, independentemente do porte ou do segmento.

De fato, elas são imprescindíveis para que uma empresa possa funcionar de maneira organizada e coordenada.

É por meio das regras de negócio que as empresas definem o que, como, onde e  quando que deve ser executado determinada tarefa ou processo em cada um dos setores que a constituem.

Ou seja, elas orientam a tomada de decisão em todos os níveis de um negócio, possibilitando o alcance das metas estabelecidas em um planejamento estratégico.

Entre as vantagens que as empresas podem ter ao estabelecer um conjunto de regras de negócio, podemos mencionar a redução de custos nas operações, o fortalecimento de estratégias e a maior eficácia de processos.

Evidentemente, essas regras devem ser únicas para cada empresa, haja vista que elas correspondem a procedimentos específicos.

Mas, no geral, os gestores das organizações estão sempre a buscar formas de otimizar e implementar regras de negócio, a fim de propiciar o crescimento das empresas.

Por esse motivo, as empresas têm investido cada vez mais em softwares empresariais, como CRM’s e motores de regras de negócio.

Como consequência natural dessa nova demanda, a concorrência entre as software houses cresce a cada dia.

Nesse contexto, poder contar com equipes que entendam as necessidades dos clientes é fundamental.

E é aqui que entra a importância das regras de negócio para o desenvolvimento de softwares. Falamos mais sobre esse ponto no tópico a seguir. Acompanhe!

A importância das regras de negócio para os desenvolvedores de software

Entender as regras de negócio do seu cliente irá guiar a construção do software.

À vista do que foi dito no tópico anterior, você já deve ter percebido que ter uma equipe de programadores que conseguem compreender as regras de negócio dos clientes é um grande diferencial para as empresas de software.

De fato, já não basta contratar profissionais que dominem as várias sintaxes e ferramentas de programação.

Embora esses conhecimentos sejam fundamentais, eles não são capazes de propiciar o desenvolvimento de softwares empresariais eficientes, que atendam às demandas de cada empresa.

É necessário, também, que os desenvolvedores conheçam as diversas restrições, critérios e validações dos processos de cada negócio, de maneira a produzir soluções que realmente façam a diferença nos resultados dos clientes.

Precisamos ressaltar que as equipes devem, ainda, estar preparadas para entender o funcionamento dos setores de uma empresa.

Isso porque muitos clientes procuram os serviços de software houses para otimizar processos em um departamento específico.

Mas, afinal, como funciona a aplicação das regras de negócio ao desenvolvimento de softwares? É o que explicaremos abaixo

A aplicação das regras de negócio na prática do desenvolvimento de softwares

Conforme já mencionamos, o trabalho das equipes das software houses não se resume ao desenvolvimento de sistemas genéricos. Ao contrário, esse trabalho deve ser orientado às demandas dos clientes.

E, para que isso seja possível, os programadores devem ser capazes de atuar de acordo com os pontos que indicamos a seguir.

Atentando para as especificidades de cada setor

Os softwares para empresas podem ter as mais diversas finalidades, atendendo às demandas dos mais diversos setores de uma organização.

Somente para exemplificar, podemos ter softwares específicos para o uso do pessoal da logística, do departamento pessoal ou da área contábil.

Tomemos como exemplo um sistema contábil. Para desenvolver os códigos desse sistema, os programadores devem entender as exigências das legislações tributárias, por exemplo.

Já os softwares de controle de estoque devem ter uma semântica capaz de controlar de maneira eficiente as entradas e saídas de produtos, o que demanda conhecimento das regras que presidem esses processos.

Analisando a execução das regras de negócio

Como o software vai agregar valor? Tenha esse foco no desenvolvimento do sistema.

Tanto nos casos em que se deve desenvolver os softwares do zero, quanto no aperfeiçoamento de sistemas já existentes, é preciso que as equipes TI das software houses, se atentem à execução das regras de negócio.

De fato, os programadores devem ser capazes de identificar possíveis gargalos nos processos, testando hipóteses em um ambiente controlado a fim de tornar os sistemas mais eficientes.

Isso porque a transformação digital somente faz sentido quando é acompanhada da otimização dos processos. Em outras palavras, é necessário que o software a ser desenvolvido ou aperfeiçoado agregue valor.

A necessidade de treinamento das equipes de programadores

Contudo, sabemos que a disponibilidade de mão de obra com esses conhecimentos e habilidades está muito abaixo da atual demanda.

Essa situação faz com que os negócios de software precisem investir em treinamentos.

Geralmente, o ideal é contratar empresas especializadas no oferecimento desse serviço.

Isso porque essas empresas já possuem know-how no desenvolvimento desse tipo de capacitação.

Além disso, a contratação de cursos externos tende a agregar mais conhecimento às software houses, pois esses serviços são oferecidos com a finalidade de fazer com que as empresas respondam às exigências do mercado.

Com esse investimento, é possível formar equipes competitivas, que participam de todas as etapas dos projetos, desde a concepção até a implementação dos sistemas.

Invista em treinamentos para se manter competitivo no mercado de software!

Assim, podemos concluir que o investimento em capacitação das equipes pode propiciar um melhor entendimento das necessidades dos clientes, aumentando o nível de satisfação e fidelização.

Dito isto, os cursos e treinamentos promovem o entendimento das regras de negócio no desenvolvimento dos softwares, o que é fundamental para se manter competitivo nesse mercado.

E você, já tinha conhecimento da relevância das regras de negócio para o trabalho dos programadores de software houses? Recebe mais materiais com esse no seu e-mail, inscreva-se abaixo!


Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Localização

Tecnospeed ©  2021. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.