Unidades de negócio: veja como otimizar a sua software house

Você já ouviu falar sobre unidades de negócio? Veja com a TecnoSpeed como esse modelo de estratégia interna pode ser ideal para a sua empresa.


Para manterem-se competitivas, cada vez mais as softwares houses estão em busca de processos de otimização para a sua equipe interna. Afinal, a divisão de setores é mais efetiva quando tudo é bem planejado e executado, sendo essencial que os empresários tenham em mente uma estratégia lógica e que realmente funcione para a sua empresa. As unidades de negócio, por exemplo, são uma excelente tática nesse meio.

Por isso, pensando nessa logística, neste artigo discutiremos sobre o que são as unidades de negócio, além de sua principal vantagem e como essa técnica se divide dentro do planejamento de uma empresa. Tudo isso foi debatido pelo CEO da TecnoSpeed, Erick Almeida, no TecnoSpeed Academy.

Se você ficou interessado no assunto, continue aqui e acompanhe! Boa leitura.  

Aprenda sobre o trabalho home office, participe do programa Software House de Sucesso

Unidades de negócio: o que seriam?

A gestão interna de empresas é uma tarefa bastante complexa. Independente da quantidade de gestores é muito importante fragmentar as áreas de serviço para que a organização interna seja mais benéfica ao negócio e gere resultados mais expressivos em longo prazo.

Considerando essa lógica, a TecnoSpeed trabalha e indica o método de unidades de negócio. Em vez de lidar com apenas um time ou alguns, formando um bloco único, as empresas se dividem em grupos, que têm um mesmo foco, sendo o tipo de cliente, produto ou até mesmo área de serviço.

Imagine que em sua software house tenha uma unidade de documentos fiscais. Esse time certamente é organizado pelo tipo de trabalho que desempenha, além de sua especialidade. Nesse meio é extremamente importante que todos entendam não somente sobre tecnologia, como também assuntos contábeis. 

Qual a vantagem das unidades de negócio?

A empresa que adota o método de unidades de negócio aposta numa fragmentação com o objetivo de organizar. Diferente de outros métodos, que são enrijecidos e que necessitam de gestores bastante atentos a um grupo maior, esse facilita o planejamento e organização da empresa.

Ao separar essas unidades internas, o empresário da software house consegue medir quais são os custos de seu produto, quantos clientes aquela unidade possui, além de qual a margem de lucro para cada setor. Ou seja, torna-se muito mais fácil obter as receitas de uma empresa e compartilhá-las com outras equipes.

Por isso, podemos afirmar que esta é uma maneira otimizada de gerir uma empresa e fazer a troca de relações internas entre equipes. 

Squads

A técnica de squad é a primeira que vamos desmembrar. Essa é uma unidade de negócio formada visando o público-alvo, ou seja, os clientes daquela empresa. Se você é uma pessoa especialista em vendas, automaticamente será integrado ao time de varejo e terá que lidar com consumidores dessa área. 

Em contrapartida, não se deve colocar pessoas que não entendem sobre essa unidade dentro da equipe, pois pode causar lentidão nos processos de venda e falta de credibilidade diante os clientes de sua software house.

Por isso, tenha em mente que as unidades de negócio em forma de squads dão agilidade não somente para a empresa, mas também na relação de troca entre o consumidor e a equipe interna desse negócio.

As unidades de negócio podem melhorar o desempenho da sua software house, seja nas vendas e também no suporte.

As unidades de negócio tem o poder de trazer mais agilidade para o seu negócio.

Verticais

Para você que não deseja adotar as unidades de negócio com essa formatação, que focam principalmente no cliente, existe também a opção de áreas funcionais. Esse é um planejamento que coloca determinado setor da empresa para trabalhar apenas com uma área, tendo várias unidades de negócio.

Imagine a área funcional de vendas: ela é separada pelo comercial e pelo marketing. Essas duas unidades de negócio trabalham em conjunto, apesar de serem distintas, e formam o grupo de vendas. Em união podem fazer o pacote completo do produto para os consumidores e atender a essa demanda com maestria.

Ou seja, podemos dizer que dentro de uma área funcional vertical é possível ter uma série de unidades de vendas, uma estratégia bastante interessante.  

Inovação

Há também aqueles que separam as unidades de negócio em inovação. Nessa etapa é extremamente importante colocar em pauta quais seriam os produtos de operação da empresa e separar daqueles que são para a inovação para as equipes e para os consumidores.

Essa é uma estratégia fundamental principalmente em softwares houses, pois quando você coloca no mercado um produto de inovação, automaticamente está lançando um item em fase de testes. Neste momento você verá o desempenho nas mãos dos consumidores, como é a saída do produto, entre muitos outros aspectos.

Porém, quando se trata de produtos de operação, estes já são aqueles consolidados dentro de uma empresa e que não necessitam de testes, somente de otimizações. Por isso é importante ter essas duas unidades de negócio: enquanto um atualiza a sua empresa, o outro gera receita. 

Administrativa

Por último, mas não menos importante, a unidade de negócio administrativa é um grupo voltado somente para os gastos fixos de uma empresa, que precisam de atenção para que não cause problemas no funcionamento de uma empresa.

Contas como aluguel, água e luz de uma software house também precisam entrar nas contas desse negócio. Muitos empresários levam somente em questão a receita, lucros e afins, mas acabam entrando no negativo por não dar atenção aos gastos básicos de ambiente físico. Por isso, sempre tenha esse time separado dos demais. 

Conclusão

Afinal, o que entendemos até aqui? As unidades de negócio são, sim, uma estratégia bastante atrativa para a gestão de uma empresa. Mesmo que você, empresário, tenha modos tradicionais de gerir a sua software house, é muito importante adotar formas mais simples de organizar os times internos e obter resultados.

Blocos sólidos, que formam grandes equipes sem um manejo adequado, podem gerar perdas para o seu negócio, além de sobrecarga por parte dos gestores e demais funcionários. Portanto, é extremamente importante repensar nas estratégias de logística de uma empresa.

Para você que gostou do assunto e está a fim de entender um pouco mais sobre a temática, conheça o nosso programa Software House de Sucesso e tenha os melhores conteúdos para a sua empresa! Só aqui na TecnoSpeed você encontra tudo para a sua empresa.

Seja uma Software House de Sucesso

Summary
Unidades de negócio: o que é?
Article Name
Unidades de negócio: o que é?
Description
A gestão interna de empresas é uma tarefa bastante complexa. Independente da quantidade de gestores é muito importante fragmentar as áreas de serviço para que a organização interna seja mais benéfica ao negócio e gere resultados mais expressivos em longo prazo. Considerando essa lógica, a TecnoSpeed trabalha e indica o método de unidades de negócio. Em vez de lidar com apenas um time ou alguns, formando um bloco único, as empresas se dividem em grupos, que têm um mesmo foco, sendo o tipo de cliente, produto ou até mesmo área de serviço. Imagine que em sua software house tenha uma unidade de documentos fiscais. Esse time certamente é organizado pelo tipo de trabalho que desempenha, além de sua especialidade. Nesse meio é extremamente importante que todos entendam não somente sobre tecnologia, como também assuntos contábeis. 
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados