Receita recorrente e receita eventual: qual é a diferença?

Receita recorrente e receita eventual: entenda as diferenças entre esses modelos de gestão financeira e como eles são fundamentais para uma empresa!


Os modelos de gestão empresarial estão cada vez mais sofisticados e apresentam técnicas minuciosas para controlar o fluxo de caixa dos negócios. A receita recorrente e receita eventual são dois métodos bastante utilizados dentro das empresas, mas que precisam de um equilíbrio para haver um gerenciamento interno de qualidade.

Neste artigo discutiremos sobre o que são esses dois métodos de gestão financeira, além de quais são as vantagens da receita recorrente e receita virtual dentro de uma empresa. Todas as informações foram debatidas também pelo CEO da TecnoSpeed, Erike Almeida.

Portanto, continue aqui e acompanhe a nossa discussão! Boa leitura.  

O que é receita recorrente e receita eventual?

A gestão empresarial é fundamental para manter o funcionamento correto de um negócio. Dentro desse gerenciamento há uma área muito importante, que está ligada ao financeiro da empresa e como ela se mantém no mercado. Quando tratamos de softwares houses, existem duas opções bastante viáveis, que são a receita recorrente e receita eventual.

Mas, afinal, você sabe a definição de cada uma destas as vantagens que elas oferecem para o seu negócio? Sem dúvidas, esses dois modelos precisam vir alinhados, de maneira que haja um equilíbrio dentro da empresa e que traga resultados expressivos em cada auditoria realizada.

Receita recorrente

Para distinguirmos a receita recorrente e receita eventual vamos começar explicando a mais comum e mais usada pelo mercado. O modelo de recorrência, como também é chamado, é conhecido como um pacote mensal – ou com outros períodos de assinatura – que geram uma receita para a empresa.

Em vez de o cliente fechar um acordo com a software house para cada produto, ela faz um plano, que abarca tudo que ele deseja e cria uma receita já pré-estabelecida todos os meses – enquanto durar essa relação.

Escala

A vantagem de adotar esse método está, primeiramente, na forma de trabalhar com escala. A partir desse modelo é possível administrar os custos do produto vendido e a receita que ele gera durante a venda.

A diferença que há entre esses dois pontos é o que tem de resultado operacional – ou ganho de escala, como também é chamado. Por isso, podemos dizer que se torna uma maneira de calcular melhor as métricas financeiras da empresa.

Previsibilidade

Já que falamos sobre a vantagem de trabalhar em escala, que somente a receita recorrente traz, também precisamos pontuar a previsibilidade que esse modelo dá ao empresário nos momentos de realizar as contas e realizar uma organização financeira da software house.

Imagine que você feche o ano com uma receita projetada, já que ainda existem contratos ativos com alguns clientes. Além dos meses não partirem do zero, sempre há uma receita existente, dando uma determinada previsibilidade de como serão os próximos meses.

Aprenda sobre o trabalho home office, participe do programa Software House de Sucesso

Receita eventual

Sim, vimos que a primeira realmente traz vantagens bastante atraentes para o empresário. Porém, uma relação amigável entre receita recorrente e receita eventual deve existir, pois ambos os modelos apresentam benefícios às empresas e quando estão em conjunto, melhoram ainda mais a gestão financeira e métricas desse negócio.

A receita virtual, em contrapartida à anterior, está para quando um cliente solicita uma customização de um produto ou quando ocorre algum extra de atendimento, produto, entre outros. De certa forma, esse método não trabalha com recorrência, mas com as adições ou pacotes distintos que são pedidos à empresa.

Alimentação do caixa

Você deve estar se perguntando sobre a vantagem desse método, já que ele não traz a previsibilidade e nem a escala como a receita recorrente faz. Porém, pense que a sua empresa esteja precisando de alimentação de caixa, principalmente em épocas como pagamento de décimo terceiro. Essa pode ser a solução ideal!

Para isso, então, o empresário pode oferecer um plano de assinatura em promoção, que não gere o mesmo vínculo que o modelo recorrente traz, mas que crie alguma relação entre empresa e consumidor.

Alinhamento entre comercial e financeiro

É importante salientar que os métodos de receita recorrente e receita eventual são aliados na gestão empresarial e financeira de um negócio e que trazem sucesso para o seu negócio. Para isso, então, é extremamente importante realizar um equilíbrio, buscando métodos que coloquem essas duas estratégias em funcionamento dentro da empresa.

Na TecnoSpeed, cerca de 88% dos produtos são vendidos como receita recorrente, enquanto 12% servem para receita eventual. Essa relação é muito importante não somente para manter o fluxo de caixa, mas também para gerar a alimentação desse setor sempre que for necessário.

Contudo, em sua software house, é preciso analisar qual a melhor divisão e como esses métodos ficariam melhores dispostos às contas. Que a receita recorrente e receita eventual são de extrema importância, isso já destacamos inúmeras vezes, porém o equilíbrio entre elas deve-se planejar dentro de cada negócio.

Conclusão

Entende-se, então, que a receita recorrente e receita eventual são dois modelos distintos de gestão empresarial e financeira, porém funcionam de maneira eficaz quando colocadas em união dentro de um negócio. Para isso, claro, é necessário equilíbrio e planejamento, já que os produtos precisam de uma divisão adequada para cada método.

Para você que ficou interessado no assunto e quer conhecer mais sobre temáticas relacionadas a gerenciamento de empresas, tecnologia e afins, conheça o nosso curso Software House de Sucesso! As inscrições ainda estão abertas e essa é a sua chance de garantir vaga num dos eventos que já impactaram mais de 100 empresas de todo o Brasil.

Aproveita a oportunidade e inscreva-se!

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados