Tempo de Leitura: 4 minutos

A tecnologia bancária não para de avançar e neste post você descobre tudo que vale a pena ficar de olho dentro do contexto fintech!

O meio fintech não para de crescer e cada vez mais a tecnologia bancária está se aprimorando e reunindo possibilidades focadas em facilitar a vida dos usuários e democratizar o acesso aos serviços financeiros.

E para acompanhar essa evolução, você e sua software house precisam estar por dentro das tendências desse mercado e saber aproveitar todas as oportunidades que elas podem representar.

Pensando nisso, neste post nós trouxemos as tendências que têm estado em destaque em termos de tecnologias bancárias nos últimos anos e também aquelas que vão ganhar força em 2022 e valem a pena ficar de olho e investir. Vem ver!

Principais tendências aplicadas em anos anteriores

Conheça as principais tendências aplicadas em anos anteriores
Conheça as principais tendências aplicadas em anos anteriores. (Imagem: Unsplash)

Antes de explorarmos as tendências mais interessantes para este ano, vamos relembrar as tecnologias que vêm guiando as inovações e estratégias do mercado e das instituições financeiras nos últimos anos?

Mobile

Tem como falar em tecnologia hoje em dia sem falar em mobile? Não, não tem! Os dispositivos móveis invadiram as nossas rotinas e criaram demandas nos mais diferentes setores ‒ e o mobile banking foi um deles.

Segundo dados da Febraban, em 2020 foi o primeiro ano em que as transações bancárias via aplicativos bateram os números das operações desktop e presenciais, e foram maioria com a marca de 51%.

Além disso, o mobile ampliou ainda mais a força do digital e fez com que 8 a cada 10 pagamentos fossem realizados via app ou internet banking e 7,6 milhões de contas fossem abertas apenas digitalmente, um número 90% maior do que os registrados em 2019. Tudo isso continuou evoluindo em 2021 e seguirá seu processo em 2022.

Pix

A era dos pagamentos instantâneos chegou recentemente e também fez história dentro das tecnologias bancárias. O Pix estreou em novembro de 2020 e logo bateu recordes de adesão e uso.

No primeiro mês, foram 59,2 milhões de transações registradas e já no início de 2021 esse número tinha se multiplicado: no mês de março a marca foi de 338,2 milhões de transações.

Ele trouxe mais agilidade, segurança e liberdade para as transações financeiras, influenciou significativamente nossas formas de pagar, receber, comprar e cobrar, e veio para ficar. Recentemente novas funcionalidades e atualizações têm sido implementadas ao serviço.

Open banking

Por fim, outra tecnologia bancária de destaque dos anos anteriores foi o open banking. Conectado com o lançamento do Pix, esse fenômeno de compartilhamento de dados financeiros chegou à sua última fase de implementação em 2021 e bateu 1 milhão de adesões dos usuários.

Este sistema e processo, que é supervisionado pelo Banco Central, representa uma nova era de informação e usos de dados, em que o maior beneficiado é o usuário, que usufrui de integrações facilitadoras e um cenário mais competitivo e transparente entre as instituições.

 

Tecnologias bancárias para 2022

Conheça as principais tendências bancárias para 2022. (Imagem: Unsplash)

E agora, vamos conhecer o que está por vir por aí?

Inteligência artificial

A inteligência artificial foi apontada como uma das mais fortes e promissoras tecnologias bancárias para 2022 e os próximos anos nas análises e eventos mais recentes do mercado financeiro.

De acordo com pesquisas da Febraban, a IA tem sido prioridade nas instituições no Brasil e desde 2019 elas têm investido 72% a mais nesse tipo de recurso do que nos anos anteriores.

Mas, em 2022, com todos os recursos e avanços que o ano passado nos trouxe, esse cenário só ganha mais potência. Com IA e machine learning poderemos atingir novos níveis de processamento e análise de dados, identificando ameaças, gerando alertas e tomando medidas de forma muito mais rápida e eficiente.

E além de trazer mais segurança para esse mercado que tanto precisa e valoriza isso, as tecnologias de inteligência também são ideais para gerar personalizações e automatizações surpreendentemente assertivas para os usuários.

IoT

E por falar em integração e personalização, as possibilidades que a Internet das Coisas (IoT) podem trazer para os bancos e instituições financeiras também vão ser muito exploradas no meio fintech. 

Elas serão capazes de deixar as transações e pagamentos mais seguros e versáteis, aprimorar as ofertas de produtos e serviços aos clientes, além de conectar dispositivos como ninguém!

Open data

A evolução do open banking culminou no pensamento open data, em que os dados estão cada vez mais abertos e compartilhados, dando aos clientes mais controle sobre suas informações e às instituições a oportunidade de usar esses dados ao seu favor, combinando ferramentas de análise e inteligência artificial, por exemplo, para tornar seus produtos mais atrativos e funcionais para cada tipo de usuário.

Cibersegurança

A digitalização dos bancos tem incontáveis vantagens, mas levantou a questão da segurança cibernética e a colocou como uma prioridade constante dentro do contexto da tecnologia bancária.

O número de invasões e golpes nos últimos anos, que acompanhavam com uma rapidez impressionante os lançamentos fintech, como os golpes do Pix, fizeram a cibersegurança ser um dos focos de trabalho em 2022. A estimativa é que o investimento na área cresça mais de 80%.

E esse tipo de demanda envolve não só a segurança e prevenção de prejuízos financeiros, mas também a proteção dos dados ‒ lembra da LGPD? ‒ e da credibilidade das instituições no mercado e diante de seus clientes.

Pagamentos contactless e e-Wallets

A pandemia trouxe consigo o isolamento social e isso só acelerou o investimento e a adesão de tecnologias contactless, como os pagamentos por aproximação (NFC) ou digitais (Pix, PayPal, PicPay, QR-codes, etc).

Em 2022, essa tendência continua e os próximos passos são a expansão das e-wallets e a integração dos pagamentos com as redes sociais, como é o caso do WhatsApp Pay que já está funcionando e dando o tom dessa evolução.

E além dessas tendências, a tecnologia bancária se manterá avançando em termos de experiência do usuário, facilitando as movimentações, otimizando os atendimentos, ampliando as ofertas e tornando o processo de onboarding digital cada vez mais escalável.

Tecnologias Bancárias: Vantagens e desvantagens 

Conheça as vantagens e desvantagens do avanço da tecnologia no setor bancário. (Imagem: Unsplash)

A tecnologia é uma aliada incontestável dentro do setor bancário, pois representa um mundo de possibilidades e avanços nem imagináveis no contexto analógico e offline. Os ganhos em agilidade, segurança e acessibilidade são gigantescos!

Por outro lado, esse processo também representa o surgimento de novas demandas e brechas que precisarão de regulamentações, soluções técnicas específicas, tempo de adaptação e processos educativos até que tudo esteja funcionando com fluidez e excelência.

Ainda assim, avançar é sempre positivo e necessário, e nós não vemos a hora de ver o que o mercado fintech ainda nos reserva de possibilidades e oportunidades!

Conclusão

Gostou de descobrir as novidades em tecnologia bancária e maiores potencialidades do setor financeiro para os próximos anos? Se quiser continuar bem informado sobre esse universo, não deixe de conferir também nossos outros conteúdos de fintech ou assinar a nossa newsletter para recebê-los direto no seu e-mail!

 

Acompanhe mais conteúdos sobre Fintechs!

 

Summary
Conheça as principais tendências das tecnologias bancárias para 2022
Article Name
Conheça as principais tendências das tecnologias bancárias para 2022
Description
As tecnologias bancárias não param de avançar e neste post você descobre tudo que vale a pena ficar de olho dentro do contexto fintech!
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
2 ComentáriosFechar comentários

Deixe um comentário

Localização

Tecnospeed ©  2022. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.