Por que investir em API de emissão de boletos?

Se você tem uma empresa de software, certamente sabe que integrar mais de um módulo de pagamento em seu sistema pode ser um diferencial grande frente à concorrência.

Quando falamos da integração de um módulo de emissão de boletos, este diferencial aumenta ainda mais! Principalmente, por conta das vantagens que tanto sua empresa quanto seus clientes terão. 

É claro que a maior parte das instituições bancárias cobram uma TEC, ou Tarifa de Emissão do Carnê/Boleto, que variam entre bancos e podem custar entre R$ 1 e R$ 10,00. Além disso, podem haver taxas para alteração, liquidação e cancelamento de boleto bancário.

Porém, mesmo considerando estas taxas, se as emissões de boletos de cobrança ultrapassarem 150 por mês, certamente este investimento valerá a pena! Mas, caso não ultrapassem, os boletos de depósito também são uma boa opção.  

A seguir, vamos explicar dois diferentes tipos de boletos e porque o boleto de cobrança pode ser a escolha certa! 

Diferenças entre boleto de cobrança e de depósito

O boleto de cobrança é o meio de pagamento mais popular do Brasil, com uma média de 3,5 bilhões de emissões por ano. E isso deve porque 60 milhões de brasileiros adultos não possuem conta em banco e precisam de serviços como estes para poderem consumir.

Este tipo de boleto é um documento de cobrança, em formato físico ou digital, que pode ser pago em diversas instituições bancárias conveniadas até a data do vencimento.

A aparência dos boletos de cobrança podem diferir entre os bancos responsáveis, porém as informações presentes neles são padronizadas pela Federação Brasileira de Bancos, mais conhecida como Febraban, e devem conter:

  • Recibo do sacado, com dados pessoais do beneficiário e do pagador, dados bancários do beneficiário, valor, data limite de pagamento e seu número de identificação.
  • Ficha de compensação, que é a parte que fica com o banco quando o título é pago, e deve conter os dados pessoais e bancários do beneficiário, local e data do pagamento, assim como o código de barras e sua representação numérica com linha digitável para pagamentos via internet.

É claro que, como foi dito acima, há uma taxa cobrada por cada boleto gerado e, em algumas instituições bancárias, pode ser um valor bastante alto dependendo do volume de emissões. Na dúvida, converse com seu banco, alguns deles cobram taxas variáveis de acordo com sua necessidade de uso

Uma outra forma de pagamento é o depósito por boleto. Este tipo de transação deve ser emitida em nome do titular da conta e só poderá ser paga em benefício dele.

O depósito por boleto é uma ótima forma de realizar um pagamento sem ter que pagar a taxa de transferência cobrada por transações entre bancos, como DOCs ou TEDs. Além disso, o dinheiro é creditado na conta em até dois dias úteis.

Os depósitos por boleto, comumente adotado por fintechs como Banco Inter e Nubank, têm um valor mínimo e máximo que deve ser respeitado e que pode variar de acordo com a instituição bancária. 

Além disso, os bancos só permitem determinado número de depósitos por mês, em geral, 30. Ou seja, só vale a pena optar por este meio de pagamento se você emitir mensalmente um número igual ou inferior ao limite máximo estipulado. 

Por quê oferecer pagamentos por boleto bancário em seu sistema? 

Sabia que 75% dos consumidores brasileiros optam pelo pagamento com boleto bancário? Este já é um grande motivo pelo qual vale a pena optar por integrar este tipo de pagamento em seu software, certo? 

Esta aceitação é grande principalmente porque ele pode ser usado por todos os tipos de consumidores, inclusive por aqueles que não trabalham com cartões de crédito ou não confiam em transações on-line. 

Uma outra vantagem é a facilidade em efetuar seu pagamento, já que ele pode ser feito de 3 formas diferentes: casas lotéricas, caixa eletrônico e internet/ aplicativo instalados em dispositivos móveis. 

Além disso, os boletos bancários passaram por uma reformulação recente realizada pela Febraban. 

Enquanto ainda existe aquela desconfiança em relação à clonagem de cartões de crédito, até o final de 2019 os boletos sem registro serão extintos, o que quer dizer que a partir de agora haverá um registro de boletos no sistema de emissão do banco. Isso aumenta ainda mais a segurança deste tipo de pagamento, porque oficializa todo o processo e diminui o possibilidade de fraudes, já que vincula a emissão do boleto ao destinatário, permitindo que o golpe seja identificado rapidamente.     

Outra vantagem ao optar pelo boleto de cobrança é poder dar um percentual de desconto como prêmio aos clientes que escolherem esta forma de pagamento. 

Enquanto algumas operadoras de cartões de crédito cobram determinado percentual do valor total da venda e ainda demoram quase um mês para repassar o valor à sua empresa, o lucro obtido pelo boleto de cobrança cai em poucos dias.   

Além disso, os pagamentos por boletos bancários, quando atrasados, possibilitam a cobrança de multa e juros efetuada pelo banco emissor sem maiores dores de cabeça ou burocracias.

Parece bem fácil e vantajoso, não? 

Como fazer a gestão de boletos na sua empresa?

A implementação de um módulo de pagamento por boletos no seu software pode ser bastante trabalhosa, principalmente se envolver interfaces de comunicação diferentes para cada um dos bancos utilizados por seus clientes.

Mas não desanime! Existem inúmeras empresas do mundo corporativo tecnológico que desenvolvem diariamente APIs para emissão de boletos e, por isso, são a resposta exata para solucionar os problemas que aparecerem neste sentido. 

Um bom software de gestão reúne as contas de diferentes bancos em um único lugar, diminuindo as taxas de inadimplência e liberando seu cliente de possíveis surpresas na contabilidade da empresa dele.

Portanto, oferecer uma solução simples e intuitiva, que centralize todos os boletos

emitidos em seu CPF/CNPJ facilita o seu dia a dia e gera menos suporte para você.

Se você é um empreendedor e quer implementar um módulo de emissão de boletos ou quer saber um pouco mais sobre o assunto, clique aqui e baixe o ebook “Tudo sobre boleto”. Além de esclarecer suas dúvidas sobre o assunto, o material ainda traz uma dica para ajudar sua Software House a ter essa função mais facilmente em seu ERP.

API Consulta de Credito para facilitar a consulta e análise com o Serasa.

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados