5 vantagens de usar API REST para emitir NFSe

Confira as 5 maravilhas que uma API REST para emitir NFSe pode fazer pelo seu ERP, e livre-se para sempre desta dor de cabeça!


Seguindo a grande tendência de migração de softwares desktop para a nuvem, tem surgido cada vez mais APIs REST modernas para serem consumidas por outras aplicações ou serviços, facilitando a implementação e a comunicação entre diferentes sistemas.

Estas APIs solucionam vários dos principais problemas das software houses. E no Brasil, um destes grandes problemas é a implementação de módulos fiscais, como a Nota Fiscal de Serviço eletrônica (NFSe).

Mas afinal, você sabe o que é uma API REST? Neste artigo, além de entender este conceito, você conhecerá as 5 vantagens de utilizar uma destas APIs para emitir NFSe a partir do seu software.

O que é API REST?

O termo API REST é, na verdade, a representação de dois conceitos complementares: a API (Application Programming Interface) e o REST (Representational State Transfer).

Uma API é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para a utilização das suas funcionalidades por aplicativos que não pretendem envolver-se em detalhes da implementação do software, mas apenas usar seus serviços.

Assim as APIs são soluções criadas de desenvolvedores para desenvolvedores, com o objetivo de serem consumidas por outras aplicações. Deste modo, não costumam apresentar interface direta com o usuário final.

Já o REST, de acordo com a W3C, é uma abstração da arquitetura da World Wide Web, mais precisamente, um estilo arquitetural que consiste de um conjunto coordenado de restrições arquiteturais aplicadas a componentes, conectores e elementos de dados dentro de um sistema de hipermídia distribuído.

O REST ignora os detalhes da implementação de componente e a sintaxe de protocolo com o objetivo de focar nos papéis dos componentes, nas restrições sobre sua interação com outros componentes e na sua interpretação de elementos de dados significantes.

Vantagens da API REST para emitir NFSe

Quando falamos da aplicação de API REST para emitir NFSe e outros documentos fiscais eletrônicos, pensamos em serviços que um software web pode consumir para realizar toda a mensageria destes documentos.

No entanto, nem as prefeituras e nem as Secretarias da Fazenda estaduais oferecem API REST para autorização dos documentos fiscais. Sendo assim, a comunicação com o fisco utiliza arquiteturas mais antigas.

Por outro lado, existem APIs REST criadas por software houses, como o PlugNotas, especificamente para esta função. Ela permite que outros softwares, tanto desktop quanto web, possam realizar todo o processo de mensageria da NFSe com poucas interações.

Isso é possível devido às vantagens intrínsecas da tecnologia das API REST. Confira as 5 vantagens mais expressivas deste tipo de solução. 

1. Comunicação via JSON

As APIs REST para emissão de NFSe mais modernas utilizam um modelo de comunicação extremamente fácil de implementar e compreender: o JSON.

O JSON (JavaScript Object Notation) é um formato de notação de instruções baseado em texto, e independente da linguagem de programação. Sua premissa é ser leve, fácil de ler e escrever, tanto para seres humanos como para máquinas.

Sua característica mais expressiva é a sintaxe absurdamente simples. Consiste basicamente na estrutura “parâmetro”: valor, como no exemplo a seguir:

exemplo de uma estrutura JSON na API REST

Estrutura JSON

E o que é o mais legal no JSON? Todo mundo usa! Sua eficiência incontestável tornou o JSON a forma mais popular de transmitir informações entre aplicações. 

Ou seja: sua linguagem de programação provavelmente “sabe escrever” em JSON com muita facilidade, e você não terá esforço em preencher estes dados.

Essa estrutura leve do JSON colabora com o objetivo é reduzir também o tráfego de dados entre o software e o emissor. 

Na API REST PlugNotas, por exemplo, o software cliente precisa preencher apenas 5 campos no JSON para construir o XML da NFSe, autorizar a nota e imprimir.

2. Ciclo de emissão automático

A vantagem mais expressiva das APIs REST para emissão de documentos fiscais eletrônicos é sua capacidade de gerenciar todo o ciclo de vida do documento, desde a geração do XML até a impressão.

Com uma API REST única e centralizada com o PlugNotas, é necessária apenas uma única requisição do seu ERP para construir, autorizar, emitir e imprimir o documento fiscal. 

Após o envio destas informações básicas em JSON, você pode ficar tranquilo: Todas as etapas restantes ficam por conta da API REST: envio, consulta, autorização, geração do PDF, impressão e envio para o destinatário.

3. Notificações dinâmicas

Quando seu sistema utiliza uma API REST para emitir NFSe, toda vez que você emite uma nota, você receberá uma notificação do resultado da operação, seja ela autorizada ou rejeitada.

Por isso, o seu sistema não precisa consultar o status dos documentos fiscais emitidos para obter o retorno e nem se preocupar com a identificação ativa de erros. 

Através de um webhook, APIs REST como o PlugNotas enviam a notificação de retorno para o seu software, que não precisa mais ficar tratando as mensagens para apresentar ao cliente.

4. Atualizações automáticas

Quando falamos de NFSe, sabemos que as alterações não ocorrem a nível nacional, mas a nível municipal, e portanto são menos divulgadas e bem mais impactantes para softwares que atendem dezenas ou centenas de municípios

Responsabilizar-se pelo acompanhamento e adequação do software à legislação municipal e as constantes mudanças de padrão da NFSe de forma manual é uma dor de cabeça imensa para o desenvolvedor.

Esta é uma vantagem expressiva da utilização das APIs REST como o PlugNotas: a API é atualizada pela equipe que a mantém. E uma vez que ela é atualizada, todos os softwares que a consomem já estão adequados também!

5. Gerenciamento de instabilidade

Se mesmo em ambientes estaduais ou até mesmo nacionais, como na NFe, existem situações de instabilidade e indisponibilidade, é claro que na NFSe, com servidores de alcance municipal, a situação piora.

Além disso, como a gestão é descentralizada, muitas vezes o fornecedor não tem processos bem definidos. Acontece, por exemplo, do sistema de autorização de NFSe entrar em manutenção sem avisar.

No entanto, usando uma API REST autogerenciável como o PlugNotas, você não precisa se preocupar com a instabilidade dos web services, pois a própria API toma todas as providências por você, tentando reenvio da nota e utilizando métodos de contingência como a impressão do Recibo Provisório de Serviços (RPS).

Isso significa que seu time não vai mais precisar se preocupar com instabilidades e retornos de prefeituras e webservices, pois com a inteligência do PlugNotas, as rejeições e retornos são tratadas pela TecnoSpeed.

Utilize a melhor API REST para NFSe!

Quer esquecer todas as complicações da NFSe para sempre? A API REST é a saída, e a mais inteligente delas é o PlugNotas.

O PlugNotas é uma API inteligente que realiza todos esses processos da NFSe de forma totalmente automatizada. E se mesmo assim você ainda tiver problemas, terá ao seu lado uma equipe de suporte especializada em atender desenvolvedores de software.

Clique no botão abaixo e conheça o PlugNotas!

 

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados