O que é Cadastro Positivo do Serasa?

Você sabe o que é cadastro positivo? Entenda aqui tudo sobre esse programa, além da importância dele para as decisões de crédito na sua empresa.


Atualmente, a busca pela educação financeira está transformando a realidade brasileira e ensinando que é possível se planejar e manter-se em dia com as contas. O cadastro positivo, por exemplo, é uma maneira de acompanhar essa mudança de hábitos de forma confiável, além de apresentar a relação com o aspecto econômico e não somente tratando de gastos pessoais, como também empresariais para aqueles que possuem o próprio negócio.  

Por isso, para que você entenda melhor sobre essa transição de hábitos econômicos dentro do Brasil e sobre o programa em questão, neste artigo trataremos sobre o que é o cadastro positivo, quais os pontos mais relevantes para ele, além de discutir sobre quem pode se cadastrar neste e muito mais.

Portanto, se você ficou interessado no assunto, continue aqui e acompanhe! Boa leitura. 

O que é cadastro positivo?

Para iniciarmos a discussão é de suma importância que deixemos explicado o que é cadastro positivo. Este é um programa desenvolvido pela Serasa, Centralização de Serviços dos Bancos, e disponibilizado para inúmeras pessoas de todo o país sendo apenas necessário que contenham CPF.

O serviço foi criado para os brasileiros a fim de que eles acompanhassem o histórico de comportamento de crédito. Ou seja, a partir desse programa é possível acessar não somente como andam os seus gastos, mas também entender se as empresas te enxergam como um “bom pagador”.

Mas, antes que você pense que o cadastro positivo somente busca mostrar o seu status de pagamento, há outra finalidade maior: a partir da conduta em relação às contas, eles julgam ou não se você ou sua empresa merecem mais crédito para uso.  

Quais os pontos relevantes para o cadastro positivo?

Para que o programa cadastro positivo faça o levantamento e articule alguma ação sobre conduta do cidadão é preciso seguir alguns pontos mais relevantes, que estão associadas principalmente ao comportamento de pagamentos do mesmo.

Para isso, eles criam comportamentos ideais do consumidor, a fim de que se engajem nessa causa e que estejam sempre em buscas de melhoria, assim conseguindo o tão buscado aumento no crédito.

  1. Histórico de contas fixas

O primeiro, sem dúvida alguma, é o histórico de contas fixas. A partir do CPF da pessoa, a Serasa consulta quais são os pagamentos realizados mensalmente por um determinado cidadão. A partir dessa informação é possível analisar se o mesmo mantém as contribuições em dia.

Algumas contas que entram nesse aspecto são a de luz, água, telefone fixo e até mesmo cartão de crédito. Todos estes, quando analisados, servem para acumular pontos e, após determinado tempo, disponibilizar mais crédito ao consumidor.

Contudo, é importante salientar que esse processo é um pouco demorado e que não ocorre de um dia para o outro. O cadastro positivo acompanha esse usuário durante meses para que seja feito o aumento gradual.

  1. Pontualidade

Outra forma que o cadastro positivo analisa o histórico de contas fixas é através da pontualidade em pagamentos. Empresas que estão sempre em dia com os impostos, além de outros gastos fixos mensais, acabam ganhando mais crédito em detrimento a outras.

Um fato interessante que acontece com os usuários assíduos de cartões de crédito digitais é pela facilidade em pagar as faturas antes do fechamento. O Serasa, ao analisar esse pagamento prévio, coloca o cidadão à frente de outros na lista de pontualidade.

Todavia, mesmo que você não seja um consumidor desse modelo de banco, isso não impede que seu score aumente. A única diferença está no tempo que isso ocorre, sendo mais rápido para um e menos acelerado para outro.

  1. Boa conduta

Ao fim, o Serasa avalia e pontua todas essas questões como boa conduta do cidadão. A partir do instante que ele possui as suas contas fixas e não as deixa de pagar, estando sempre com tudo em dia, automaticamente o cadastro positivo o ranquea com esse status.

As pessoas que estão com o nome na dívida ativa, por exemplo, possuem mais dificuldades em adquirir crédito através desse programa. Estas são consideradas de má conduta e que não merecem no momento disponibilidade para mais uso de crédito. Porém, caso haja uma recolocação financeira, que o nome seja limpo e comece a praticar ações favoráveis, a situação pode se reverter. 

Quem pode se inscrever no cadastro positivo

Uma dúvida muito frequente entre as pessoas que estão a fim de acompanhar o cadastro positivo diz respeito à inscrição no programa. Mesmo que o site oficial do Serasa tenha as informações necessárias, a incerteza sobre como acompanhar a boa conduta ainda é comum, tornando o procedimento um pouco dificultoso. Por isso, desenvolvedor, a Tecnospeed vai te ajudar!

Desde o ano de 2011 a lei 12.414/2011 está em vigor. Diante dessa medida, o programa começou a ser disponibilizado para acesso de todos no Brasil, mas sem muito sucesso. Mesmo com a tentativa de engajamento da empresa sobre os usuários, o uso ainda era baixo.

Alteração da lei 12.414/2011

Porém, em 2019, pensando na educação financeira dos brasileiros, houve uma alteração na lei. Ela permitiu que todas as pessoas com CPF em dia tivessem adesão automática ao programa.

Ou seja, além do cadastro positivo estar disponível para todos, as demais empresas também garantiram acesso, de maneira que utilizem esse status para conceder ou não mais crédito a você

Se você quiser saber seu score, basta entrar no site do Serasa ou baixar o app no seu smartphone!

API de Consulta de Crédito

Conclusão 

Além de ser uma ferramenta de educação financeira — que auxilia no acompanhamento do seu status de “bom pagador” — o cadastro positivo também funciona como uma forma de disponibilizar mais crédito para uso e apresentá-lo como um cidadão de boa conduta.

Se você é programador ou possui um sistema próprio consultar o cadastro positivo, conheça a TecnoSpeed! Somos a casa do desenvolvedor, feito por desenvolvedores e para desenvolvedores. Entre em contato conosco e saiba como podemos reduzir seu esforço no desenvolvimento de softwares

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados