Emissor de boleto: antecipação de recebíveis por boleto

Integrar um módulo no emissor de boleto em seu software por si só já é um grande diferencial, mas a modalidade de antecipação de recebíveis por boleto pode ajudar não só a Software House na hora do aperto financeiro, mas os clientes também. Entenda mais neste post!


A cultura de abertura de contas, cartões de crédito e pagamento parcelado ainda está longe de atingir a maior parte da população do país. 

No Brasil existem cerca de 45 milhões de pessoas sem contas em banco, os chamados desbancarizados. O mais incrível deste número é que esta importante parte da população movimenta aproximadamente R$ 800 bilhões de reais todos os anos. 

Além disso, 54% dos brasileiros não utilizam cartões de crédito. E de que forma eles fazem compras, então? Pagando a vista em dinheiro ou por meio de boletos bancários. 

Desenvolvedores que integram diferentes soluções de serviços financeiros em seu software encontram um grande diferencial, principalmente ao oferecerem um módulo emissor de boleto. Esta é a melhor forma de alcançar toda a população desbancarizada ou que não usa crédito.

Conheça, a seguir, uma nova (e um pouco desconhecida) modalidade de emissão de boletos chamada Antecipação de Recebíveis por Boleto e fique convencido de uma vez por todas a integrar um emissor de boleto em seu software. 

Conheça a antecipação de recebíveis por boleto

Esta é uma forma de uso de boletos bancários não tão comum quanto as que nós vamos abordar no decorrer do post. Porém é um serviço financeiro que pode ajudar tanto a própria Software House quanto os clientes em alguns momentos inesperados. Por isso mesmo, integrar esta solução em seu sistema pode ser uma boa ideia.

Segundo o site do banco Itaú: “A Antecipação de Recebíveis é o adiantamento de valores que sua empresa tem a receber por meio de pagamentos com cartões de crédito, duplicatas ou boletos e cheques pré-datados.” 

As empresas optam por este tipo de “empréstimo” quando precisam equilibrar o fluxo de caixa ou cobrir despesas inesperadas e ainda ter dinheiro para as despesas fixas, como salários, contas, etc.

A antecipação de recebíveis por boleto é mais vantajosa do que um empréstimo bancário comum. As taxas envolvidas no processo são bem menores, você se compromete apenas com o valor descrito no boleto e não envolve financiamento ou dívida mensal. 

Além disso, algumas instituições liberam a antecipação na mesma hora, outras podem demorar até sete dias úteis no processo.

Na antecipação de valores, a instituição bancária geradora do boleto cobra uma taxa que deverá ser paga além do valor adiantado. Este valor cobrado a mais cobre as despesas de serviço e ainda garante que o boleto realmente seja pago.

Quais outros tipos de boleto existem no Brasil?

Até outubro de 2017, a forma de cobrança mais utilizada pelo comércio, sobretudo pelo e-commerce, era o boleto bancário sem registro. 

Ele era usado como primeira opção por muitos motivos, mas principalmente porque não era vinculado a nenhuma instituição bancária, cobrava taxas menores durante as etapas de pagamento e apresentava pouca burocracia durante as emissões. 

Porém, no fim de 2017, a Febraban, Federação Brasileira de Bancos, extinguiu este tipo de pagamento já que, por conta da falta de vínculo bancário, ele também não apresentava nenhum tipo de registro. Além disso, a falta de registro facilitava as fraudes, dando prejuízo tanto para o estabelecimento comercial quanto para os bancos.

Atualmente, os seguintes tipos de boleto estão disponíveis:

# 1 – Boleto registrado

Este tipo de cobrança pode ser emitida tanto por meio do próprio banco quanto por um ERP emissor de boleto. No momento do recebimento do boleto pela instituição bancária, ela já recebe todas as informações necessárias, já que o documento apresenta vários campos com informações importantes como CPF/ CNPJ , valor, data da compra e do vencimento, entre outros.

Além disso, por ser registrado, fica muito mais fácil de acompanhar o pagamento e protestar o título não pago em cartório, se necessário. 

# 2 –  Boleto recorrente

É a forma mais fácil de permitir um pagamento periódico para quem não tem conta em banco ou não usa cartão de crédito. O cliente recebe a cobrança no período combinado, por e-mail, correio, entre outros, e efetua o pagamento da forma que preferir.

O boleto recorrente, assim como o boleto registrado, calcula juros e multas automaticamente sempre que o pagamento não é feito dentro do prazo.

Porque investir num emissor de boleto para seu software?

Aqui em nosso blog nós já abordamos o tema boleto bancário com bastante profundidade neste post, por isso agora vamos apenas fazer um resumo para lembrá-lo de tudo.  

O boleto bancário é a forma de cobrança mais aceita entre os brasileiros, 75% da população escolhe este meio de pagamento ao efetuar suas compras.   

Esta popularidade acontece por conta das inúmeras vantagens que tanto consumidores quanto comércio encontram, entre elas:

  • É aceito em todo o país 
  • Pode ser usado por toda a população brasileira
  • Tanto pessoas físicas como jurídicas podem emiti-lo
  • O dinheiro cai na conta do titular/ empresa em até cinco dias úteis 
  • Pode ser pago pela internet, caixa eletrônico, casas lotéricas, etc.  
  • Os custos de cobrança são bem menores do que os praticados pelas operadoras de cartão de crédito
  • As multas e juros são calculados automaticamente no momento do pagamento em atraso, entre outros.

Hoje em dia investir num emissor de boletos em seu sistema leva benefícios tanto para a sua Software House quanto para seus clientes. Sua empresa encontrará o diferencial que precisa contra a concorrência e seus clientes conseguirão oferecer seus serviços e produtos para mais gente. 

Neste post, nós descrevemos de que forma os boletos bancários podem ser usados como controle de caixa e antecipação de recebíveis. Além disso, analisamos os diversos benefícios que tanto o comércio quanto seus clientes recebem quando a empresa opta pela integração de um emissor de boletos

Se você ficou interessado no assunto e quer saber um pouco mais sobre API emissor de boletos, acesse o site da TecnoSpeed!

Programar um módulo de boleto bancário não é uma tarefa fácil! Conheça suas principais dificuldades.

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados