Como emitir NFSe com C#?

Conheça a importância da conciliação bancária e os motivos por que fintechs e software houses precisam colocá-la em seu software.


A emissão eletrônica de documentos fiscais foi criada como forma de evitar o desperdício de papel e facilitar tanto o controle fiscal como as transações em tempo real entre emissores e destinatários por todo o território brasileiro.

Ao mesmo tempo em que a tecnologia torna tudo mais ágil e rápido, se tratando do desenvolvimento de um módulo emissor de Nota Fiscal de Serviço com C#, os desenvolvedores podem encontrar uma série de desafios durante o processo. 

A seguir, vamos listar os principais desafios encontrados ao emitir NFSe com C# e a melhor forma de evitar tudo isso. Continue acompanhando o post!

Principais desafios ao emitir NFSe com C#

O desafio número um é encontrado logo no início do processo de desenvolvimento do módulo, porque, atualmente, a emissão da nota fiscal de serviços eletrônica não possui uma centralização de padrões e layouts para o recolhimento de ISS.

Em outras palavras, cada município que emite o NFSe tem o seu próprio layout, e esse número ultrapassa 100 tipos diferentes! O desenvolvedor é obrigado, por conta disso, a criar uma integração diferente do seu software para cada novo município atendido, desenvolvendo um novo layout de NFSe de acordo com as regras específicas do sistema de cada prefeitura.

Enquanto a NFSe Nacional não é instituída, é possível optar por uma API inteligente pronta para emitir NFSe com C#, mas vamos falar mais sobre o assunto durante este post.

Além da descentralização de layouts e padrões, o desenvolvedor ainda pode encontrar mais alguns desafios, como:

# 1 – Regras de negócio

Após baixar o Manual do Contribuinte, conhecido também como Manual de Integração, o desenvolvedor deve entender os modelos, regras e documentações específicos de cada prefeitura para então criar o módulo adequadamente. Além disso, o layout do XML também difere entre as prefeituras. Ou seja, o desenvolvedor deve estudar os formatos e modelos de comunicação de cada cidade antes de criar o módulo.

# 2 – Assinatura digital

Todos os arquivos XML provenientes da emissão de documentos fiscais devem ser assinados digitalmente para terem validade jurídica. Em outras palavras o desenvolvedor, ao implementar um módulo de nota fiscal de serviço com C# deve conhecer muito bem os processos das empresas certificadoras para fazer a integração em seu módulo. Uma solução completa de emissão de NFSe, por exemplo, já faz automaticamente a assinatura e gestão de certificados digitais A1 e A3.   

# 3 – Comunicação com o web service da prefeitura

Alguns municípios brasileiros não disponibilizam web service de autorização de NFSe, por isso o processo tem que ser feito manualmente. Para os que disponibilizam, o trabalho do desenvolvedor fica um pouco mais fácil, já que ele pode ler as especificações e critérios técnicos necessários direto do Manual de Utilização do Web Service de NFS-e. 

# 4 – Criação do Layout de impressão

Assim como layout do XML, que pode diferir entre municípios, existe também o layout de impressão da NFSe que funciona da mesma maneira. É necessário conhecer as variações de cada prefeitura para desenvolver o módulo adequadamente. Vale lembrar que algumas prefeituras exigem que determinadas informações apareçam na impressão da NFS-e. Em Goiânia, por exemplo, a versão impressa da nota fiscal de serviço deve mostrar a soma das retenções de impostos. 

# 5 – Controle de contingência

Acompanhar junto ao web service da prefeitura se a nota foi emitida ou não é um processo importantíssimo. É possível fazê-lo manualmente, mas quanto mais notas são emitidas, mais difícil e demorada é a consulta. É imprescindível que o módulo desenvolvido faça este processo de forma automática mesmo quando os servidores dos municípios estiverem offline, através do Recibo Provisório de Serviços (RPS).    

Se você é desenvolvedor ou empresário de software, deve estar se perguntando como evitar todas estas dificuldades e ainda assim implementar a emissão da NFSe em C#, certo?

Integre um módulo de NFSe em seu software C#

A TecnoSpeed, também conhecida como “A Casa do Desenvolvedor”, possui colaboradores especialistas em tributação fiscal e, por isso, desenvolve as soluções para emissão de documentos fiscais mais completas do Brasil. 

O PlugNotas, uma API REST de emissão de Nota Fiscal de Serviço é um dos nossos produtos que irá automatizar todos esses processos para você, desenvolvedor. Ao integra este módulo em seu software em C#, ele cuida de todo o processo da NFSe para você!

Com o PlugNotas você:

  • Deixa de lado o trabalho de acessar o site da prefeitura para verificar se a nota foi emitida ou não.
  • Não se preocupa mais em estudar e aprender novos layouts de prefeituras, porque a solução já possui mais de 1.100 municípios homologados em um padrão único.
  • Elimina a necessidade de certificado digital dos clientes para emitir a NFSe em prefeituras que permitem, como São Paulo e Florianópolis.

Lembrando que a aparência do PDF da nota que é enviado para os clientes por e-mail é exatamente igual ao da prefeitura, ou seja, é como se o seu cliente estivesse emitindo direto do portal. 

O PlugNotas é economia de tempo! Utilize a tecnologia a seu favor, escolha a solução mais completa do mercado e tenha tempo de sobra para gastar com assuntos realmente importantes!

Conheça mais sobre esta API inteligente para emissão da NFSe aqui!

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados