Tempo de Leitura: 4 minutos

Você já ouviu falar em API? Essa é uma solução que promete elevar os softwares a outro nível. Venha entender como as APIs de integração funcionam e porque elas são tão importantes.

Desenvolver um software do início ao fim, com todas as funcionalidades que ele precisa ter para ser útil aos seus clientes, é uma tarefa um tanto quanto árdua. Muitas vezes, é preciso ter um time de desenvolvedores de várias áreas de atuação, o que nem sempre é possível.

Nesse cenário, podemos contar com a ajuda das APIs, que são interfaces que desempenham um papel importante nas funcionalidades de programas. Elas são como se fossem acessórios que turbinam um software e que não vêm com ele “de fábrica”.

Uma API de Integração, como o próprio nome sugere, integra um software a outro software, sendo responsável pela comunicação e pelas execuções desejadas. Mas como isso funciona exatamente? Nesse artigo vamos solucionar todas essas dúvidas!

O que é uma API de integração?

A sigla API significa Application Programing Interface, ou seja, é uma interface de programação de aplicações.

Uma API se dedica a construir uma interface dentro de uma aplicação já desenvolvida, é como se fosse um acessório para um software. A API de integração é responsável por fazer a ponte entre dois softwares, como, por exemplo, a solução desenvolvida por uma software house e o software de um banco.

As APIs eliminam a necessidade de desenvolver features próprias para rodarem dentro do software, o que significa economia de tempo e também de recursos.

Para que serve uma API?

Saiba para que seve uma API.
Com a API de integração você tem o seu software completo com soluções inteligentes. | Imagem: Pexels

As APIs integram novas funcionalidades a um produto, sem a necessidade do desenvolvimento, com isso oferece soluções prontas para seus clientes.

Quando você desenvolve um software, se preocupar com as principais demandas de seus clientes é fundamental, mas você não precisa perder tempo criando soluções que já existem e que estão disponíveis em forma de API.

Dessa forma, é possível ter um software completo, com soluções inteligentes e que já são usadas e aprovadas em outros softwares. Muitas vezes, essas APIs ainda são white label, ou seja, a interface pode ser personalizada com sua marca e sua identidade visual.

Uma API também representa mais eficiência para a rotina de trabalho do seu cliente, já que ele consegue fazer várias tarefas dentro do seu software por meio de APIs, como emitir notas fiscais e gerar boletos. 

Quais tipos de API existem?

Podemos dividir APIs entre públicas ou abertas e privadas, e a diferença entre elas é isso mesmo que seus nomes sugerem. As APIs públicas ou abertas estão disponíveis a quem queira usá-las, já as privadas geralmente são pagas e podem ser acessadas somente pelas empresas que as desenvolveram ou que detêm seus direitos.

Falando em técnica, existem basicamente três tipos de API. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma delas?

SOAP API

SOAP é mais uma sigla e ela significa Simple Object Access Protocol. Traduzindo, podemos chamar de protocolo de acesso a objetos simples.

Ela é uma API bastante abrangente e não usa HTTP e faz uso de componentes independentes.

REST API

REST significa Representational State Transfer, que pode ser traduzida para Transferência Representacional de Estado. Essa API usa interações que não necessitam de requisições prévias.

Elas são muito populares entre os desenvolvedores porque são mais rápidas de desenvolver e costumam ser mais simples – mas, ao mesmo tempo eficazes.

CRUD API

CRUD é a sigla para quatro verbos em inglês que ficam assim quando são traduzidos: criar, ler, atualizar e deletar. Ela se diferencia da REST por ser mais antiga e, em alguns casos, até mesmo obsoleta. Algumas software houses nunca nem chegaram a utilizá-la.

No final das contas, a escolha do tipo da API vai depender das necessidades e objetivos do seu software, bem como da preparação da equipe de profissionais que irão trabalhar com ela.

Exemplos de API

confira alguns exemplos de APIs de integração.
Veja alguns exemplos de APIs de integração da Tecnopeed. | Imagem: Pexels

Agora você já entendeu quais são os tipos de API que existem. Mas com exemplos práticos fica mais fácil de entender, não é mesmo? Então dá uma olhada nas nossas APIs:

API boleto

Com a API de boleto da TecnoSpeed, você pode automatizar o processo de emissão de boletos dentro do seu software e ter diversos bancos com uma integração. É possível eliminar todos os processos burocráticos e repetitivos envolvidos na gestão de cobrança integrando com a nossa API, que conta com mais de 30 bancos homologados.

API de pagamento

Sabia que seus clientes podem realizar pagamentos dentro do seu ERP? Isso faz com que toda a gestão financeira e de cobrança seja integrada, o que significa um grande avanço quando o assunto é a produtividade dos seus clientes.

API Pix

Essa ferramenta é capaz de integrar o método de pagamento Pix ao seu software e agregar mais esse diferencial ao seu produto. O Pix ainda é uma novidade que já está fazendo muito sucesso, o que significa que esse pode ser um grande diferencial do seu software.

Conheça todas as nossas APIs clicando aqui embaixo. Assim, você consegue entender exatamente como a TecnoSpeed pode te ajudar a deixar seus produtos mais competitivos e também muito atrativos!

Conheça as nossas APIs

Conclusão

Apostar em APIs para turbinar o seu software não é uma questão de luxo, já é praticamente uma questão de sobrevivência. Você pode ter um software mais completo sem precisar aumentar seu time exponencialmente e sem fazer grandes investimentos.

No fim das contas, optar por APIs é algo muito inteligente a se fazer e a sua software house colherá bons frutos com essa decisão. 

Para terminar de te convencer, fizemos um material completo que mostra os 5 motivos para utilizar APIs financeiras em seu software. Clique aqui para conferir!

Summary
O que é uma API de integração?
Article Name
O que é uma API de integração?
Description
A sigla API significa Application Programing Interface, ou seja, é uma interface de programação de aplicações. Uma API se dedica a construir uma interface dentro de uma aplicação já desenvolvida, é como se fosse um acessório para um software. A API de integração é responsável por fazer a ponte entre dois softwares, como, por exemplo, a solução desenvolvida por uma software house e o software de um banco. As APIs eliminam a necessidade de desenvolver features próprias para rodarem dentro do software, o que significa economia de tempo e também de recursos.
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
3 ComentáriosFechar comentários

Deixe um comentário

Localização

Tecnospeed ©  2022. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.