Como gerar DANF-e Online agora

Preparamos um material exclusivo sobre DANF-e online. Continue a leitura e saiba todas as particularidades desse documento fiscal brasileiro.


Uma empresa, ao realizar transações comerciais, deve emitir Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), assim como os documentos acessórios (obrigatórios ou não) que as acompanham e fazem parte das suas demandas fiscais jurídicas.

O DANF-e (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) é um desses documentos de emissão obrigatória para os contribuintes e que precisa ter sua geração habilitada dentro do módulo de emissão de NF-e. 

Mas, se o software da sua empresa ainda não possui um módulo fiscal configurado, saiba que você pode realizar a geração desse documento por meio de um emissor online.

Como gerar DANF-e online

Como gerar DANF-e online, confira

O visualizador de DANF-e da TecnoSpeed permite acessar o documento de forma rápida e gratuita.

Neste artigo você vai descobrir como funciona o processo de emissão de DANF-e online e tirar suas dúvidas sobre a impressão e como é possível integrar seu ERP com a geração desse documento, além de entender o que é o DANF-e, para que ele serve, seus requisitos e sua relação com a NF-e. Vamos lá?

A utilização de um emissor online de DANF-e se apresenta como uma alternativa prática para os contribuintes que não possuem um sistema gerador de DANF-e configurado.

Existem diversas ferramentas disponíveis na Internet que possuem a finalidade específica de ler o arquivo XML de uma NF-e e gerar o DANF-e. Outras ainda possibilitam a geração do DANF-e a partir da chave de acesso da Nota Fiscal Eletrônica.

Na prática, o processo é rápido e simples: basta digitar a chave de acesso ou fazer o upload do arquivo XML da Nota no web service escolhido e pressionar a opção “Gerar” (ou correspondente).

Como a Tecnospeed está sempre trabalhando em soluções para descomplicar o universo dos softwares, você pode gerar seu DANF-e online, gratuitamente e de forma segura através do nosso Visualizador de DANF-e.

Nele, você pode copiar e colar um código XML de uma NF-e aberta ou fazer o upload do arquivo completo. Clicando em “Visualizar” você terá acesso ao seu DANFe de forma totalmente online, sem precisar instalar nada no seu computador ou celular.
Além de serem usados por emissores, os serviços geradores de DANF-e online também podem ser utilizados por qualquer outro envolvido na transação, durante ou após a operação, para a obtenção dos dados auxiliares da Nota.

Como imprimir DANF-e com ou sem chave de acesso

Após gerar seu DANF-e, ele precisa ser impresso, pois é só depois de imprimi-lo que a circulação da mercadoria estará autorizada. É possível fazer isso de forma direta, através do seu sistema fiscal (caso você seja o emissor da NF-e), por meio dos emissores online ou do portal da SEFAZ.

De todo modo, a impressão exige a geração ou consulta do DANF-e, e a necessidade de ter ou não a chave de acesso vai depender do meio que você utilizará para acessar o documento. Caso você não possua a chave de acesso, você precisará do XML da NF-e ou pelo menos de um Certificado Digital.

Porém, independente da forma de acesso ao DANF-e, o processo da impressão é bastante simples: gerar/consultar o DANF-e e acessar a opção “Imprimir” para visualizar a prévia, configurar e enviar a impressão.

Apesar das etapas serem triviais, é preciso conhecer e respeitar também algumas orientações para a impressão correta do documento.

O DANF-e deve ter o tamanho mínimo A4 (210 X 297 mm) e máximo ofício 2 (230 X 330 mm) e pode ser impresso em qualquer tipo de papel (exceto jornal), desde que a legibilidade das informações esteja garantida.

Por que fazer armazenamento da nota fiscal eletrônica?Seu layout deve ser elaborado a partir das diretrizes do Manual de Orientação do Contribuinte, disponível no Portal Nacional da Nota Fiscal Eletrônica. Nesse mesmo manual, você encontra todos os demais detalhes sobre os dados e formatações que obrigatoriamente devem ser contemplados no documento.

Além da possibilidade da impressão, o documento também poderá ser salvo em formato PDF.

Como gerar DANF-e automaticamente

como gerar a DANF-e automaticamente? Te respondemos aqui.

É possível gerar a DANF-e automaticamente por meio de software ou módulo de gestão fiscal e tributária.

A geração automática de DANF-e depende da integração do sistema utilizado pela empresa com o da SEFAZ. Se essa integração estiver configurada, o contribuinte só precisará submeter os dados da NF-e em seu sistema e os demais processos de geração da Nota e do DANF-e online serão realizados automaticamente pelo software.

Essa integração é configurada por meio de um software ou módulo de gestão fiscal e tributária, que reunirá os dados de entrada e saída financeira da sua empresa e otimizará o processo como um todo, da inserção dos dados à comunicação com o cliente ou fornecedor.

Como integrar a geração de DANF-e no meu ERP?

A manutenção dos princípios contábeis é facilitada ainda mais através da utilização de um ERP, sistema em que todas as operações empresariais estão integradas e determinadas funcionalidades são executadas de forma online.

Se você já utiliza um ERP, a integração do sistema gerador de DANF-e no seu software pode ser feita por meio de softwares auxiliares , que irão configurar ou complementar o módulo fiscal do seu sistema.

Um exemplo de software que realiza essa integração é o NFe TecnoSpeed, que contempla todas as funcionalidades relacionadas à geração de Notas Fiscais Eletrônicas e faz essa integração entre o seu sistema e a SEFAZ, descomplicando todo o processo.

Dessa forma, você, seus colaboradores e clientes se esforçam menos em tarefas repetitivas e ficam mais livres para se dedicar ao que realmente importa. Ou seja, essa aplicação é a forma perfeita para você implementar o módulo fiscal no seu software sem dor de cabeça e ainda garantir mais eficiência e valor agregado ao seu serviço. Quer saber mais sobre o NFe TecnoSpeed?

Agora, se você ainda está tentando entender sobre obrigações fiscais, emissão de documentos e integrações de sistemas, vamos retomar alguns conceitos básicos a seguir para te ajudar.

O que é DANF-e?

O DANF-e é o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. Ele contém os dados principais da Nota, como chave de acesso, emitente e detalhes da operação, e funciona como uma representação física e simplificada da NF-e.

layout de uma DANF-e

Apesar de não ter validade fiscal, o DANF-e deve ser impresso e sempre acompanhar o trânsito de mercadorias, pois fornece informações suficientes para permitir conferências sobre a operação, tanto para o consumidor final quanto para agentes fiscais.

Outra finalidade do DANF-e online é facilitar o acesso à Nota Fiscal verdadeira, que consiste em um arquivo eletrônico. Por meio da chave de acesso, uma sequência de 44 dígitos que obrigatoriamente deve constar no DANF-e, é possível acessar a NF-e completa ou resumida, seja pelo portal da SEFAZ (Secretaria de Estado da Fazenda) ou por meio de um web service de consulta.

O DANF-e também tem como elemento obrigatório um código de barras unidimensional, que serve como uma outra forma de acessar a NF-e: por meio de um leitor óptico e não da submissão da chave de acesso.

Além da chave de acesso e do código de barras, o DANF-e deve apresentar, segundo o Manual de Orientação do Contribuinte, os seguintes campos obrigatórios:

  • A frase “Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica – DANFE”
  • Dados do emitente;
  • Tipo da operação;
  • Data e hora de saída da mercadoria;
  • Identificação do veículo;
  • Dados da transportadora;
  • Dados dos Produtos ou Serviços.

Quais os requisitos para gerar DANF-e?

veja quais os requisitos para gerar DANF-e

Para gerar o DANF-e online, é necessário ter os dados do XML.

Para gerar o DANF-e é preciso ter os dados do XML da NF-e em questão, ou seja, o processo de geração do DANF-e é posterior ao de emissão da Nota Fiscal e o principal requisito para gerar um DANF-e é a existência prévia de uma NF-e válida.

Se você for o emissor da Nota, você precisa, portanto, possuir uma autorização e um sistema para emitir NF-e e um Certificado Digital válido que permita a assinatura e, consequentemente, a autenticação da Nota. Se você for o destinatário da Nota, precisará da chave de acesso ou do arquivo XML da NF-e.

Por funcionar como um “espelho” da NF-e, o DANF-e online não pode apresentar nenhuma informação em divergência com aquelas contidas na Nota e por isso a Secretaria da Fazenda recomenda que o DANF-e seja gerado através do mesmo software ou sistema utilizado para a emissão da Nota Fiscal Eletrônica.

Portanto, se você tem um módulo fiscal implementado em seu sistema, é muito provável que o software permita a geração e impressão do DANF-e logo após a comunicação de aprovação da NF-e pelo portal da SEFAZ.

Porém, se seu módulo fiscal não está configurado para a emissão de DANF-e, a outra possibilidade é gerar esse documento online, como explicamos anteriormente.

Diferença entre DANF-e e NF-e

Apesar de similares e de, muitas vezes, serem confundidos, a NF-e e o DANF-e não são a mesma coisa. Vamos entender a diferença…

Novamente, o DANF-e é um documento que não possui validade fiscal e também não necessariamente contém todas as informações da NF-e. Sua função é oferecer uma representação física e resumida da Nota e, principalmente, servir como “porta de entrada” para o arquivo completo e verdadeiro.

Enquanto o DANF-e é gerado em um arquivo PDF e deve ser impresso, a NF-e é um arquivo tipo XML que é submetido e validado no portal da SEFAZ e também fica registrado e acessível por lá.

Como Validar a NF-e

Para garantir que a estrutura da sua Nota Fiscal Eletrônica está completa e preenchida corretamente, ela passa por um processo de validação.

Para isso, depois de inserir todos os dados obrigatórios no seu sistema de emissão de nota fiscal, escolha a opção “Validar”. Caso a verificação ocorra com sucesso, a Nota ficará salva automaticamente; caso haja alguma divergência, o software fará a indicação do ajuste necessário.

Como o processo de validação da estrutura das informações não significa a garantia da consistência tributária dos dados, os próximos passos são assinar a NF-e, transmiti-la para a SEFAZ e aguardar o processamento retornar com a autorização ou indicação de divergência, se existir alguma.

Se quiser auditar os dados do XML da sua Nota antes de submetê-la novamente à SEFAZ e garantir que ela não apresenta mais erros, você pode utilizar o nosso Validador de NF-e.

Nota Segura: uma solução para gerenciar demandas fiscais

Como você já sabe ou conseguiu notar, o processo de emissão de Notas Fiscais Eletrônicas envolve diferentes rotinas de geração de arquivo, regras de numeração, de negócio, de validação, de layouts e de impostos, além da necessidade de conexão com os diversos web services da SEFAZ e o constante alinhamento com as atualizações e Notas Técnicas lançadas.

E foi considerando todos esses detalhes e como esse processo pode ser desafiador e desgastante que a Tecnospeed pensou e desenvolveu o Nota Segura.

Com o Nota Segura você consegue implementar no seu software, de forma facilitada, uma plataforma completa de armazenamento, consulta, download e distribuição de documentos fiscais eletrônicos. Isso significa mais controle para o contribuinte, mais valor para o seu software e menos dor de cabeça para todo mundo.

Conheça o Nota Segura 

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados