Extrato bancário: você sabe usá-lo com sabedoria?

O extrato bancário é um documento que pode ser super útil à gestão financeira de uma empresa. Se ele estiver integrado a um software, ainda melhor!


Depender da memória ou de planilhas para acompanhar entradas e saídas da conta bancária pode ser meio arriscado, não é mesmo?

Entender o que exatamente é o extrato bancário, como é feito seu controle e quais são as principais dificuldades para a gestão financeira pode te ajudar a usar esse documento de forma mais sábia. Para conferir todas essas informações, é só continuar a leitura!

O que é o extrato bancário?

O extrato bancário é um documento que centraliza as movimentações feitas em uma conta bancária em um determinado período de tempo. No extrato é possível consultar entradas, saídas e estornos.

Existem três tipos de extrato bancário. O extrato comum é o que a maioria de nós está acostumado, com os demonstrativos de um determinado período. O extrato mensal consolidado contém a relação de todas as transações do mês inteiro. Por último temos o extrato anual consolidado, que é a versão anual.

Como é feito o controle?

Veja aqui como é feito o controle do extrato bancário.

O extrato bancário pode ter muitas siglas, cuidado para não se perder nelas. | Imagem: Pexels – Eduardo Rosas

O extrato bancário é cheio de siglas, números e datas, então para fazer o controle de forma efetiva é preciso entender cada um desses componentes. Vamos dar uma olhada no significado dos principais dados?

  • Letra C ou símbolo de +: crédito, entrada de dinheiro
  • Letra D ou símbolo de -: débito, saída de dinheiro
  • C/C: conta corrente
  • C/I: conta investimento ou conta poupança
  • TB: transferência bancária
  • TBI: transferência bancária feita pela Internet
  • TEDs e DOCs: transferências realizadas entre bancos diferentes de forma eletrônica
  • DA: débito automático
  • TRF ou TAR: tarifa mensal de serviços

Sabendo o que significa cada um desses componentes fica muito mais fácil fazer o controle do seu dinheiro, concorda?

Quais dificuldades para manter o controle?

O extrato bancário só estará controlado se existir uma boa gestão financeira, principalmente no caso de empresas. Lembre-se sempre que o extrato bancário é somente um histórico de todas as entradas e saídas, então ele serve para mostrar essas movimentações.

Esse documento serve para ser consultado, não esqueça que esse artifício existe, pois ele pode ser um ótimo amigo do controle financeiro da sua empresa. Mas de nada vai adiantar se você não souber ou não lembrar de onde foi que entrou ou saiu determinada quantia, por isso é importante ter tudo registrado, de preferência em um ERP ou em qualquer outro software – confiar em planilhas que precisam ser preenchidas manualmente é um risco muito alto, sabia?

Outra dificuldade bastante recorrente para a maioria das empresas é centralizar todas as entradas e saídas em um só lugar, ou seja, em uma só conta. Recomenda-se que, sempre que possível, as entradas em dinheiro em espécie sejam depositadas na conta, para que o extrato seja fiel à realidade financeira do negócio.

Qual sua importância?

Veja como a importância do extrato bancário no seu negócio, veja aqui.

O extrato bancário é fundamental para o controle financeiro da sua empresa. | Imagem: Pexels – Skylar Kang

Ter um olhar crítico para essas entradas e saídas é importante para gerar insights e ajudar no controle financeiro. Quais saídas são indispensáveis? Sai mais dinheiro do que entra? Essas questões podem ajudar a traçar caminhos para uma gestão financeira mais eficiente.

O extrato bancário também serve como uma prova da movimentação da conta da empresa. Com todas as entradas e saídas documentadas, fica mais fácil contestar qualquer informação que possa influenciar na saúde financeira de um negócio.

E mais uma vez: aproveite que os bancos oferecem a consulta ao extrato. Ele é um documento muito importante e que deve ser sempre analisado, principalmente quando as finanças estiverem desequilibradas.

Por que centralizar o extrato em um único lugar?

Como já deu para perceber, manter o controle do extrato bancário é muito importante. Mais do que isso, centralizar esse extrato em um único lugar é indispensável. Veja alguns motivos:

Controle mais preciso

Como qualquer outra coisa na vida, é mais fácil controlar as entradas e saídas se elas estiverem em um só lugar. Mesmo se seus clientes pagam de diferentes formas, fica muito mais fácil controlar se todas essas entradas forem direcionadas a uma só conta.

Vamos fazer uma analogia: imagine que seus clientes se comuniquem com você por meios diferentes – e-mail, telefone, WhatsApp, pessoalmente… Dar conta do atendimento por todos esses canais é difícil, né? A mesma coisa acontece com as entradas e saídas de dinheiro, por isso é super importante centralizar tudo em um só lugar.

Produtividade

Esse motivo é uma consequência do motivo acima. A rotina da pessoa responsável pelo financeiro de uma empresa pode ser muito mais produtiva se ela tiver o registro de toda a movimentação financeira em um só lugar.

Isso poupa tempo e energia, recursos que podem ser usados em outras tarefas que, em outro cenário, acabariam ficando de lado.

Facilita a conciliação bancária

A conciliação bancária é o ato de conciliar os extratos do banco e saldos de caixa com a gestão financeira interna da empresa. Com todos os extratos centralizados em um só lugar, a conciliação bancária pode ser mais certeira e a chance de ter algum dado divergente é muito menor.

Como automatizar no ERP

Automatize o ERP com extrato bancário, veja tudo nesse artigo.

Por que não automatizar o seu ERP? Leve essa melhoria para o seu cliente.

As planilhas podem ser suas aliadas, mas em alguns casos elas  acabam atrapalhando, por isso é tão importante ter a ajuda de um ERP para ajudar na gestão financeira da sua empresa.

O seu software oferece uma solução que facilita a vida dos clientes quando o assunto é contas a pagar e a receber? Com a API de Pagamentos da TecnoSpeed, você pode poupar tempo de desenvolvimento e integrá-la de forma rápida e fácil ao seu software. A integração é feita por Json e conta com o conversor extrato bancário (.oxf e . EXT).

Além disso, seu cliente poderá realizar pagamentos de salários, tributos, fornecedores e boletos dentro do software e tudo isso ficará registrado em seu extrato bancário. Demais, não é mesmo?

API de Pagamento na prática

Viu como a gestão financeira pode ser mais fácil? Não só mais fácil, como mais eficaz! Além da API de Pagamentos, conheça também a novidade que promete ser um imenso diferencial competitivo: a API Pix da TecnoSpeed!

Summary
O que é o extrato bancário?
Article Name
O que é o extrato bancário?
Description
O extrato bancário é um documento que centraliza as movimentações feitas em uma conta bancária em um determinado período de tempo. No extrato é possível consultar entradas, saídas e estornos. Existem três tipos de extrato bancário. O extrato comum é o que a maioria de nós está acostumado, com os demonstrativos de um determinado período. O extrato mensal consolidado contém a relação de todas as transações do mês inteiro. Por último temos o extrato anual consolidado, que é a versão anual.
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
Helen Cunha é bacharel em Marketing. Responsável pelas estratégias de mercado direcionado para Fintechs.

Artigos relacionados