Tempo de Leitura: 3 minutos

A nota fiscal de entrada é utilizada para registrar qualquer mercadoria que entre na empresa, seja uma matéria-prima ou um produto que retornou. Neste artigo explicamos para que ela serve e como emiti-la. Confira!

NF-e

O que é nota fiscal de entrada?

A nota fiscal de entrada é documento fiscal que indica que houve o ingresso de determinada mercadoria na empresa, seja por aquisição ou pela movimentação (retorno). Há diferentes motivos para essa chegada, que pode ser por compra, devolução de produto, importação, entre outros.

Alguns exemplos: itens para revenda e as matérias-primas que são adquiridas para fabricação de produtos e que estão no estoque precisam ter nota fiscal de entrada. Qualquer produto importado precisa ter uma nota fiscal de entrada da empresa que o recebe, pois o documento que a acompanha não terá validade no Brasil. 

Para que serve a nota fiscal de entrada?

A emissão da nota fiscal de entrada comprova o que foi adquirido pela empresa. Esse registro é importante por diversos motivos, como gestão do estoque, controle de uso de matérias-primas e também para atestar como e quando essas movimentações foram feitas.

Para que serve a nota fiscal de entrada? Veja todas as informações aqui
Com a nota fiscal de entrada você se mantém em dia com o fisco e garante a organização interna da empresa que a sua software house atende.

O impacto é significativo porque contribui para o planejamento e organização do espaço físico e também da capacidade de produção ou atendimento de solicitações. Outro benefício é estar em dia com o fisco, conseguindo localizar informações de forma rápida e organizada, caso seja necessário. 

Como emitir a nota fiscal de entrada?

As informações gerais para emitir a nota fiscal de entrada são: 

– Natureza da operação

Código Fiscal de Operações e Prestação (CFOP)

– Dados do produto (descrição, quantidade, valor, etc)

– Dados do fornecedor

Código de Situação Tributária (CST)

Há duas formas de gerar a nota fiscal de entrada: por emissão ou importação. 

A nota fiscal de entrada por emissão é utilizada nos casos em que clientes devolvem produtos para a empresa, quando há compra de produtos importados, retorno sobre industrialização ou retorno de simples remessa. 

A nota fiscal de entrada por importação é usada quando o produto ou serviço veio de uma empresa que emitiu o documento. Nesse caso, importa-se o arquivo XML, colocando-o no controle tributário da sua empresa. 

Uma das formas de emitir a nota fiscal de entrada é acessando o Portal Nacional da NF-e. Acessando o campo “Consultar NF-e Completa” você consegue baixar a nota depois de informar a chave de acesso e localizá-la.

Por que é preciso baixá-la?

Depois de emitir a nota fiscal de entrada é importante baixar o arquivo. Veja os benefícios:

  • Armazenar DF-es corretamente 

É importante ter todos os documentos fiscais armazenados em nuvem pelo período necessário, que varia em cada setor. Durante o prazo informado a empresa pode ser obrigada a apresentar as informações solicitadas pelo fisco, caso surja alguma dúvida ou suspeita de irregularidade na operação.  

  • Manter a gestão fiscal em dia

Além de ter um planejamento eficiente, faz parte de uma boa gestão fiscal a sistematização de todos os documentos fiscais de forma acessível a todos os atores envolvidos no processo.

Ao baixar a nota fiscal de entrada você ganha agilidade também para acessar informações, o que é outro diferencial e pode ser útil para conferir dados e resolver situações conflitantes, que podem causar problemas futuros. 

  • Mais segurança, menos fraudes 

A manifestação do destinatário, que é um requisito para baixar a nota fiscal de entrada, permite que as empresas informem à Receita Federal sobre a presença ou ausência em determinadas operações. Essa é uma das formas de garantir menos fraudes, como uso impróprio do CNPJ da empresa para ações indevidas. 

Qual o CFOP para nota fiscal de entrada?

O Código Fiscal de Operações e de Prestações (CFOP) indica se o trâmite envolveu entrada ou saída e para qual região/origem (dentro do estado ou fora do estado) o produto foi vendido. 

Código para Local do destinatário (entrada):

Entrada ou aquisição de serviços do estado – 1 

Entrada ou aquisição de serviços de outros estados – 2 

Entrada ou aquisição de serviços do exterior – 3 

Como lançar nota fiscal de entrada do Simples Nacional?

As empresas que optaram pelo regime Simples Nacional são obrigadas a reunir as notas cronologicamente indicando o CFOP do processo realizado. Além de fazê-las, é fundamental armazenar o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) e o arquivo XML, que possui validade jurídica. 

A software house que é cliente da Tecnospeed conta com um módulo fiscal atualizado com a legislação vigente para diferentes ramos: serviço, indústria e varejo. Com essa integração o cliente consegue emitir, organizar e armazenar os documentos fiscais eletrônicos pertinentes ao setor com muito mais facilidade.

Localização

Tecnospeed ©  2021. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.