O que são webhooks?

Webhooks são recursos que enviam informações em tempo real, tornando o desenvolvimento de sistemas mais fácil. Leia mais sobre o assunto aqui!


Imagine só o usuário do seu software poder obter informações diversas em tempo real sem precisar parar o que ele está fazendo nem entrar em outras páginas ou aplicativos para fazer pesquisas.

Parece impossível, mas não é! 

Agora imagine que ele seja capaz de receber extratos automáticos da conta corrente do seu comércio para saber se os recebimentos são depositados conforme o esperado… Uma mão na roda! Ou ainda melhor, poder conferir se o status das notas fiscais foram alterados direto do seu software. 

Estes são apenas alguns diferenciais que a implementação de webhooks podem proporcionar para seus clientes. 

Quer entender mais sobre o assunto? Acompanhe o post e aproveite a leitura!

Você sabe o que é webhook?

Os webhooks são um conceito de API que tem se tornado cada vez mais popular. E tudo porque eles são muito úteis e fáceis de serem implementados. Estas aplicações receberam este nome porque funcionam como ganchos (hooks) de software na web.

Permite que programas simples e independentes sejam criados exclusivamente com o objetivo de funcionar em cadeia conforme outros comandos são executados. Na maioria dos casos, eles são usados para comunicação entre sistemas e são a maneira mais simples de receber um alerta quando algo acontece em outra ferramenta. 

Diferentemente das APIs comuns, em que é necessário pesquisar informações de tempos em tempos para se manter atualizado, os webhooks entregam dados para outros aplicativos na velocidade em que eles acontecem, ou seja, imediatamente.

A importância dos webhooks para os desenvolvedores 

Os aplicativos em geral funcionam de duas maneiras na hora de se comunicar para compartilhar informações: pesquisas e webhooks

Vamos voltar ao exemplo lá de cima sobre o extrato da conta corrente. Um software sem webhook acessaria a página do banco a cada determinado período de tempo e “perguntaria” qual é o saldo naquele momento. 

Já os webhooks disponibilizam automaticamente os dados em tempo real, ou seja, não é necessário pesquisar a cada minuto, evitando a sobrecarga do sistema ou a perda de dados sempre que acontecer algum erro. 

Para os desenvolvedores de software, a diferença entre estes dois mecanismos é muito grande. Os webhooks tornam o trabalho do desenvolvedor muito mais fácil, o que acaba deixando todo o processo mais barato. 

O que acontece em um sistema sem webhook é que fica impossível para a integração saber onde precisa enviar a mensagem, obrigando a ferramenta a verificar periodicamente a API em busca de alguma mudança ou atualização. Ou seja, o trabalho do desenvolvedor se torna muito mais complexo, demandando mais tempo e encarecendo o software.

Diferentes usos para os webhooks 

Existem duas formas de utilizar os webhooks: como recebimento e armazenamento de informações ou recebimento e repasse de informações. Vamos falar um pouco mais sobre elas:

  • Para receber as informações do evento e armazená-las:

O chamado “push” é a maneira mais simples de usar webhooks. Como já mencionamos acima, não é necessário pesquisar seus dados o tempo todo para saber se há novas informações, elas partirão diretamente do webhook. Além disso, você poderá armazená-las até precisar usá-las para outra finalidade. 

  • Para receber as informações do evento e repassá-las: 

Este tipo de webhook não apenas recebe as informações do evento como também executa novas ações com elas. Permite que os desenvolvedores criem um script, registrem sua URL no site e enviem um email sempre que um visitante criar uma conta. Ou criem um script que atualize a quantidade de produtos disponíveis sempre que uma nova compra for feita, por exemplo.

Muitas ferramentas já utilizam este tipo de recurso, e das mais variadas formas possíveis. O Foursquare, por exemplo, usa seu webhook para notificar os aplicativos sempre que os usuários fazem check-in. 

Nós, da Tecnospeed, também oferecemos este recurso em suas soluções. Quer saber como um simples webhook pode transformar a emissão de documentos fiscais no seu software? 

 

Formado em Comunicação em Multimeios. Analista de Marketing da TecnoSpeed, focado em produção de conteúdos para mídias digitais.

Artigos relacionados