Tempo de Leitura: 5 minutos

Para homologar o Pix no ERP sua Software House você pode optar por uma integração via API, de um jeito muito mais simples do que pensa. Confira tudo neste conteúdo!


O Pix foi criado em 2020 para revolucionar e simplificar as transações financeiras no Brasil com movimentações instantâneas e taxas reduzidas. Nesta modalidade de pagamento, as transações são concluídas em no máximo 10 segundos e a solução fica disponível ao usuário 24 horas por dia, todos os dias, inclusive domingos e feriados.

Esta nova modalidade de pagamentos é totalmente gratuita para pessoas físicas, porém já para as pessoas jurídicas, os bancos optam pela cobrança do serviço, mas de uma forma mais econômica se comparada aos outros meios de movimentação.

Dentre as vantagens do pix estão: aumentar a agilidade na qual pagamentos ou transferências são realizados, baixo custo, maior segurança e, ao mesmo tempo, oferece uma melhor experiência aos clientes, além de impulsionar a competitividade e a eficiência do mercado.

Sua Software House já trabalha com Pix?

Criado pelo Banco Central do Brasil para a realização de pagamentos e transferências eletrônicas de forma facilitada, o Pix veio inovar e simplificar os meios de pagamento, funcionando todos os dias e em qualquer horário, mostrando-se muito mais atrativo do que os tradicionais DOC e TED

Segundo dados do Banco Central, só no mês de setembro de 2021, foram realizadas mais de 871 milhões de transações. Um número muito expressivo, e por isso eu te pergunto: a sua Software House já trabalha com Pix? 

Integrar o esse novo método de pagamento aos softwares é uma ação inevitável! O mercado tecnológico, juntamente com a transformação digital e a evolução do mercado financeiro  exigem que empresas de software mantenham-se atualizadas, oferecendo soluções modernas para seu cliente.  

Mas, por onde começar? 

Compreenda por onde começar!
Compreender por onde começar com a homologação pix e erp é fundamental. | Imagem: Pexels.

Agora que você sabe que homologar o Pix no ERP é uma necessidade imediata, veja por onde começar. 

Pix e ERP

O Pix, como já vimos, é uma inovação nos meios de pagamento, e como tal, deve ser incluído entre as modalidades de pagamento já disponíveis no ERP.  

É possível que o seu software já esteja preparado para administrar e controlar recebimentos em dinheiro, cartões, cheques, crediário, transferências, e porque não o Pix, modalidade que se mostra mais segura e vantajosa ao empreendedor?! É por esse motivo que você pode perder tempo e deve homologar o Pix no ERP o quanto antes, pois a atualização do seu sistema precisa acompanhar as demandas dos seus clientes. 

Banco Central

O Banco Central, com o objetivo de contribuir para a eficiência, competitividade e digitalização do mercado de pagamentos, é o órgão que deu origem ao Pix, sendo responsável pela regulação e definição das regras de funcionamento. Além disso, é essa mesma instituição que oferece as plataformas operacionais e disponibiliza a infraestrutura tecnológica necessária para viabilizar as transações. 

Como homologar Pix no seu ERP?

O comportamento do cliente está em transformação, a cada dia mais, os métodos de pagamento por aproximação do smartphone e via Pix são mais utilizados. Isso porque o usuário não precisa carregar consigo o papel-moeda e nem sequer cartões bancários. Apenas com o celular ele consegue realizar os pagamentos. 

Ocorre que muitas empresas não estão preparadas para essa mudança, pois os sistemas de gestão não são capazes de registrar o recebimento por essas novas modalidades. Diante disso, as informações são incluídas manualmente, sujeitando os registros a erros, falhas, esquecimento, e consequentemente, prejudicando a confiabilidade dos relatórios.

Nesse cenário, você pode apresentar a solução que o seu cliente precisa ao realizar a homologação do seu ERP para o recebimento de Pix através de API, uma ferramenta  que funciona como se fosse um tradutor entre o sistema de gestão de pagamentos e o ERP, de forma que ambos trabalhem unidos para seu cliente.

Para que seu ERP possa fazer a integração e recebimento através do Pix é necessário que ele passe por uma certa “burocracia” bancária. Trazemos alguns pontos para você compreender o processo. 

Ponto 1 – Solicitação das credenciais para acesso à API PIX/documentação do banco em homologação.

O primeiro passo para homologar o Pix no ERP é definir os bancos com os quais deseja trabalhar e solicitar as credenciais de acesso e eventuais documentos exigidos para o processo de homologação. Importante lembrar que quanto mais instituições incluídas em seu ERP mais completa será a sua ferramenta. 

Ponto 2 – Implementação das rotas disponibilizadas pela API do banco.

Após a fase de cadastramento, inicia-se a fase de implementação. Nesse momento, é preciso que o desenvolvedor siga as orientações exatas da instituição e prossiga com a implementação das rotas disponibilizadas pela API. 

Ponto 3 – Validação do QrCode e PIX Copia e Cola com o suporte técnico do banco.

Apesar de a API Pix ser padronizada pelo Banco Central, para que nada saia do controle e a integração funcione perfeitamente, é preciso validar o Qr Code com o suporte técnico das instituições financeiras. 

Ponto 4 – Validação dos requisitos de segurança impostos pelo banco.

A segurança das transações financeiras deve ser total, assim, o Banco Central estabeleceu alguns requisitos de segurança obrigatórios para que seja possível homologar o Pix no ERP, tais como: 

  • A conexão à API deve ser criptografada utilizando o protocolo TLS versão 1.2 ou superior, permitindo apenas cipher suites que atendam ao requisito de forward secrecy63
  • O PSP deve implementar o framework OAuth 2.0 (RFC 6749)64 com TLS mútuo (mTLS – RFC 870565) para autenticação na API
  • A API deve suportar múltiplos níveis de autorização ou papéis, segregando as funcionalidades de acordo com perfis (escopos OAuth) dos usuários clientes
  • A API deve garantir a confidencialidade e a integridade das informações dos usuários e de suas transações.

Todas as orientações podem ser encontradas no Manual do Banco Central e para reforçar ainda mais a segurança, cada instituição financeira pode impor os próprios requisitos de validação, sendo imprescindível o contato frequente com o suporte dos bancos para homologar o Pix no ERP.

Ponto 5 – Liberação e implementação do ambiente de produção do banco.

Por fim, após todos os pontos citados acima, chegou a hora de liberar e implementar a solução no ambiente de produção do banco, processo que deve ser realizado de acordo com o padrão estabelecido por cada instituição. 

Corte caminho, facilite as integrações

Veja como homologar Pix no seu ERP!
Com os passo a passos da homologação do pix no erp. | Imagem: Pexels.

Na prática, realizar todos esses processos para homologar o Pix no ERP pode ser um pouco complicado, entretanto, temos a solução! Como seria se sua Software House não precisasse se preocupar com isso? 

Tenha a comodidade de integrar seu sistema com pagamentos em Pix com quem realmente entende do negócio! Agora o setor financeiro da sua empresa ficará ainda mais eficiente com a integração do ERP com o Pix, e o melhor de tudo: sua equipe não precisa mais perder tempo com burocracias, atualizações e regras dos bancos, pois nossa solução será responsável por efetuar todo o processo de homologação de bancos, padronização da geração e recebimento do PIX! 

Com a API Pix, você tem várias vantagens para seu negócio:

✔ Inclusão do QR Code do PIX na impressão do seu Boleto

✔ Recebimento de notificações via Webhook no seu ERP

✔ Especialistas no atendimento de desenvolvedores

✔ Redução de custos, sem burocracia e perda de tempo!  

Você só precisa integrar, nossa API faz o resto, pois com apenas uma integração seu ERP ficará preparado para registrar movimentações via PIX.

Venha falar com um consultor da API Pix!

Conclusão

O Pix veio com a promessa de revolucionar e facilitar as transações financeiras. Você, desenvolvedor, precisa adequar seu sistema para o recebimento de Pix e proporcionar um melhor controle nas entradas de valores. 

Realizar a integração pode ser complicado e cansativo, porém, a TecnoSpeed tem a melhor solução para que você tenha comodidade e facilidade para realizar as integrações em seu Software.

Summary
Sua Software House já trabalha com Pix?
Article Name
Sua Software House já trabalha com Pix?
Description
Criado pelo Banco Central do Brasil para a realização de pagamentos e transferências eletrônicas de forma facilitada, o Pix veio inovar e simplificar os meios de pagamento, funcionando todos os dias e em qualquer horário, mostrando-se muito mais atrativo do que os tradicionais DOC e TED.  Segundo dados do Banco Central, só no mês de setembro de 2021, foram realizadas mais de 871 milhões de transações. Um número muito expressivo, e por isso eu te pergunto: a sua Software House já trabalha com Pix?  Integrar o esse novo método de pagamento aos softwares é uma ação inevitável! O mercado tecnológico, juntamente com a transformação digital e a evolução do mercado financeiro  exigem que empresas de software mantenham-se atualizadas, oferecendo soluções modernas para seu cliente. 
Author
Publisher Name
TecnoSpeed
Publisher Logo
3 ComentáriosFechar comentários

Deixe um comentário

Localização

Tecnospeed ©  2022. Feito com ❤ pelo time Tecnospeed.